O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-
Selecção Nacional

Fernando Santos. "Portugal nunca vai ser dominador no futebol europeu"

23 set, 2016 - 09:40

Pontos nos "ii" do seleccionador campeão da Europa. Fernando Santos descarta promoção de Portugal ao lote de potência mundial e aponta a formação como o futuro dos "AA".
A+ / A-
Fernando Santos: "Portugal nunca vai ser o dominador do futebol europeu"

Fernando Santos desmistifica a ideia de que a Selecção Nacional, depois de conquistar o Euro 2016, passa a integrar o lote de países "dominadores" do futebol europeu e mundial.

O seleccionador português acredita que a equipa das quinas "vai continuar a ser uma grande equipa", mas, na realidade, ainda sem capacidade para ombrear com as ditas "potências mundiais". E o cenário assim se manterá.

"Portugal foi, é e vai continuar a ser uma grande equipa do futebol europeu. Mas antes não era considerada favorita por ninguém. Se calhar só eu e mais alguns é que achávamos que éramos candidatos [a vencer o Europeu], mas éramos uma grande equipa, toda a gente reconhecia isso e estávamos entre os primeiros dez classificados do ranking da FIFA. Mas nunca foi considerada uma das potências mundiais, no sentido do favoritismo. Portugal continua na mesma condição", afirmou Fernando Santos, em entrevista à revista oficial da Federação Portuguesa de Futebol.

"Portugal nunca vai ter esse estatuto e nunca vai ser um dominador do futebol europeu", frisa o seleccionador campeão europeu, apelando a que essa exigência não esteja na mente da opinião pública.

"Nos próximos quatro anos não nos podem exigir isso. O que podem e devem exigir é que Portugal, que foi campeão da Europa, tenha a mesma ambição e o mesmo objectivo que já tinha antes, que era procurar vencer as provas que disputa. Agora, dominador acho que é um exagero", enfatizou.

Formação "vai alimentar selecção A"

Fernando Santos olha com entusiasmo para o futuro da principal Selecção Nacional de Portugal. O caso, na leitura do "engenheiro", não é para menos.

"Portugal trabalha muito bem ao nível da formação, quer nos clubes quer nas selecções nacionais. E, por isso, Portugal, nos últimos anos, tem ganho Campeonatos da Europa, tem estado nas fases finais do Campeonato do Mundo, nas meias-finais, na final do Europeu de Sub-21. A Federação tem dado excelentes condições e, com a Cidade do Futebol, mais condições ainda para que haja um crescimento natural dos jogadores portugueses. São esses jogadores [que vão alimentar a selecção principal]", argumenta.

Renovação - e não revolução - "é um processo natural"

Ora, não se pense que somente os mais novos é que irão, então, alimentar as próximas campanhas da Selecção Nacional em europeus e mundiais. Fernando Santos não desdenha a capacidade dos jogadores que tenham trajecto firmado no trilho das selecções nacionais de futebol, mas recorda que há vários casos de nomes que não partilharam desse caminho e que chegaram ao patamar mais alto.

"Não é preciso ter passado nas selecções para chegar à selecção A. Em França, estiveram 12 jogadores que nunca tinham participado na fase final de um Europeu ou de um Mundial. Se vai haver, de forma gradual, jogadores a aparecerem e a afirmar-se na Selecção Nacional, o Campeonato da Europa demonstra isso mesmo", relembra, explicando que a renovação dos activos da equipa das quinas será feita de forma natural e nunca por impulso.

"Quando cheguei, falava-se muito de uma revolução, saindo os mais velhos e entrando os mais novos. Isto é um processo natural. Há os que vão saindo, por idade e outra razão e outros que vão entrando. O futuro está assegurado", completou.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • rosinda
    23 set, 2016 palmela 12:38
    Senhor paulino va voce ao continente que eu prefiro ficar no centro comercial do colombo!
  • rosinda
    23 set, 2016 palmela 12:13
    Senhor paulino gosto tanto do mario centeno!
  • rosinda
    23 set, 2016 palmela 12:09
    E bom referir que a gente nao tem dinheiro!
  • PUB