A+ / A-

Após gastar 3,5 mil milhões em clubes de futebol, o homem mais rico da China conclui que "não dá lucro"

25 ago, 2016 - 15:57

Wang Jianlin diz que a aquisição de uma equipa “dá credibilidade mas não dá lucro”.
A+ / A-

O investimento no futebol mundial está a deixar os chineses “loucos”, sem medo de investir. Mas o negócio pode resultar em prejuízo. Quem o diz é Wang Jianlin, o homem mais rico da China, que em 2015 investiu 3,5 mil milhões de euros no futebol europeu.

Para Wang Jianlin, ter uma equipa significa ter influência e não lucro, algo que é mais fácil de alcançar através de acordos de direitos ou o controlo de competições.

O presidente do Wanda Group tem uma fortuna avaliada em mais de 29 mil milhões de euros e nos últimos anos tem investido parte da fortuna no futebol.

Wang Jianlin é o principal investidor desportivo da liga chinesa e no ano passado comprou 20% do Atlético de Madrid.

“Pode dar credibilidade, mas não dá dinheiro. Todos os anos perdemos dinheiro”, disse Wang Jianlin à Reuters, numa entrevista exclusiva em Pequim. "É atraente, mas é difícil de ganhar dinheiro."

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Filipa Gomes Costa
    26 ago, 2016 Algés - Portugal 18:55
    Meus senhores, no futebol quem ganha são os que jogam. Como pode ser uma coisa boa, se as palavras que empregam são: Vamos vencer, vamos ganhar, vamos lutar, vamos vingar , derrotar, e outras ainda piores. Os presidentes só demonstram ignorância. Não é por terem uns indivíduos que sabem dar uns pontapés numa bola, que um país enriquece. Vejam o caso do Brasil quando tinha os melhores, e não foi aí que economicamente foram os melhores. O que os governos gastam com esses homens, podiam investir em instrução e Ciência. Pagarem os estudos aos meninos e meninas que não tem meios. Invistam na instrução. Eu sei do que estou a falar. Quando estava a preparar-me para a admissão à escola técnica, meu pai tirou-me da escola. Tinha 10 anos. mas sempre tive amigos , como um senhor general que assim que soube me chamou para ir falar com Ele e no mesmo dia me apareceu uma linda senhora que andava a passear e quiz saber porque estava triste. Desde esse dia até a sua morte, esteve sempre presente em todos os momentos difíceis da minha vida. Minha mãe estava internada no Hospital de S. José onde esteve um ano. Minha mão ainda vive, faz 90 anos e meu pai morreu com cerca de 50 anos. Cada vez acredito que o segredo da vida começa com a forma de pensar. Quando todos tiverem pensamentos positivos,, serão mais saudáveis. e mais felizes. As guerras já não fazem sentido. O Mundo mudou e todos temos que mudar. O que o Mundo desperdiça em alimentos daria para alimentar tantos que passam fome.
  • lérias
    26 ago, 2016 Anadia 09:48
    Também não há problema nenhum porque ou muito me engano e aquilo - compra de equipas de futebeol, como o Inter de Milão, promessa de compra de 70% do AC Milão, é uma máquina de lavar dinheiro. Podem perder durante algum tempo mas quando se desfizerem desses clubes e oa venderem o dinheiro fica "limpinho, limpinho" parece que foi lavado no TIDE. A "porra" é que os clubes portugueses se vêm ultrapassados peloa gigantes da Europa aonde ste pessoal injeta o seu dinheiro e depois não consegue segurar as suas estrelas.
  • 25 ago, 2016 lx 19:17
    bem feita! mudem de rumo, mudem de rumo......
  • Jorge Oliveira
    25 ago, 2016 S.João Madeira 19:03
    Não dá lucro? E a fauna que rasteja em volta do futebol? Não está rica?
  • Alberto Sousa
    25 ago, 2016 Portugal 18:45
    E porque não acrescentas que é uma excelente "máquina de lavar"? Não é para isso que investem biliões?
  • Jorge
    25 ago, 2016 Conchinchina 18:25
    Enquanto pagarem a jogadores 40/50 milhões por mês será assim. Enquanto os clubes de maior expressão não se reunirem e fizerem um teto para pagar jogadores, eles serão sempre mais importantes do que aqueles que descobrem os remédios para nossos males. Somos uma sociedade podre, sem noção de valores.
  • José Saraiva
    25 ago, 2016 Viseu 17:38
    não dá para ti...mas para o Jorge Mendes , Moirinhos e demais parasitas DÁ!