|
A+ / A-

Ofertas para compra do Novo Banco estão ao nível da venda do BPN

20 ago, 2016 - 09:41

Os valores oferecidos pela compra que resultou da resolução do BES são simbólicos. Os 4,9 mil milhões de euros injectados pelo Fundo de Resolução devem ser quase todos perdidos.

A+ / A-

Segundo e semanário Expresso, as ofertas que o Governo recebeu para a compra do Novo Banco são até ao momento muito baixas, estando longe dos 4,9 mil milhões injectados pelo Fundo de Resolução e mais perto dos 40 milhões de euros que o Estado encaixou com venda do BPN.

O Expresso conclui que dificilmente o Estado vai recuperar o dinheiro que colocou no banco depois da resolução que ficará como prejuízo da operação, sendo que as perdas ainda devem aumentar.

Nenhuma das ofertas que o Governo recebeu, e que depois de analisar devolveu ao Banco de Portugal, aceita comprar o risco de pagar os cerca de dois mil milhões de euros de obrigações seniores transferidas para o banco mau, caso o tribunal determine.

O Expresso indica ainda que o empréstimo do Estado de 3,9 mil milhões de euros para o Fundo de Resolução deve ser transformado num empréstimo de muito longa duração, várias décadas, que será pago com as contribuições dos bancos.

O mesmo jornal noticia ainda este sábado que as perdas com o BPN podem ultrapassar os nove mil milhões de euros.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Vademar
    20 ago, 2016 lisboa 16:05
    Vendam esse banco ao primeiro que aparecer,já chega de enterrar dinheiro publico !Estão sempre a adiar a venda e as ofertas a baixarem sempre de valor e o passivo a aumentar escandalosamente!Os portugueses estão fartos da politica de salvar bancos com dinheiro dos contribuintes,essa esquerda fala,fala ,mas são iguais aos outros!Uma autentica vergonha!!Um país com reformas de miséria,apoios à natalidade quase inexistentes,abonos entre outros apoios miseráveis e vergonhosos,tem centenas de milhões de euros para injectar nos bancos!E as familias que vão à falência,porque não conseguem pagar as dividas?Não teem direito a ajuda?Deixei de confiar seja na esquerda ou direita...infelizmente terei de deixar de votar..são todos falsos!!!!!!!!
  • moiytesa
    20 ago, 2016 cedas 15:41
    o próximo é o BCP, VEJAM ONDE VAI CHEGAR PARA A SEMANA, ESTE VAI SER PARA SERVIR DE COBAIA NOS DEPOSITOS ACIMA DE 100 MIL EUROS, ninguém fala , mas existe uma quadrilha organizada para destruir o sistema bancário, já está, a seguir é roubar tudo a quem lá tem alguma coisa. onde isto chegou, num país onde não há justiça para os grandes ladrões, nada a fazer
  • André
    20 ago, 2016 Lisboa 13:53
    Seria interessante chamar o PSD e o CDS para explicarem onde é que se meteram os investidores que teriam oferecido 6000 milhões pelo BES mas, sem ter avançado com uma proposta na altura da venda. Isso foi usado para as eleições, dizendo que a venda do banco até iria dar lucro... depois, a proposta mais alta incluia o governo aceitar suportar mais 3000 milhões de perdas e ficar a suportar todos os negócios em Angola e Brasil, que terão mais de 10000 milhões "em risco". Se for para dar como aconteceu com o BPN (vendido por 40 milhões e levaram activos patrimoniais de 530 milhões de euros), desfaçam o banco e juntem os depósitos, empréstimos e carteiras de títulos na CGD. Se é para perder, que se fiquem com os lucros. O ponto mais fraco é que 96% dos balcões do Novo Banco serão para encerrar e 90% dos funcionários serão dispensados.
  • vguerr
    20 ago, 2016 Lisboa 13:24
    Se o Estado vai oferecer o banco a privados e pagar 4 mil milhões de euros de prejuízos do BES então mais vale sanear o banco e manter os activos que tem na Caixa Geral de Depósitos. Existem 3 mil milhões de euros do BES que desapareceram em Angola. Os angolanos andam a comprar empresas em Portugal. Nacionalizar essas empresas e reaver o dinheiro é algo que CDS, PSD, PCP e PS deviam considerar apesar de terem ido todos beijar a mão ao José Eduardo em angola.
  • Luis
    20 ago, 2016 Lisboa 12:46
    Rebentaram com todo o sistema bancario. Eram todos o "creme de la creme" da banca. Agora estão todos abespinhados e de monco caído porque o BCE os mandou estudar. O BCE deveria era impedi-los de exercer a actividade bancaria e a alguns mandá-los prender.
  • Dona Branka
    20 ago, 2016 Cascais 11:41
    Para o "vendadarem" também por tuta e meia ao Mira Amaral rico e do PPD (como fizeram com o BPN), vale mais acabarem com ele (banko). O problema da banka Portuguesa é haver excesso de bankos, e só se resolve quando forem só dois, um público e outro privado, disse mais uma vez!
  • Manel
    20 ago, 2016 Alverca 10:45
    Onde estão os intelectuais do nosso País ? quem os ouve falar ninguém tem duvidas , são os maiores, percebem disto tudo. Tanta corrupção, tanta incompetência, tanta falta de justiça ! os nossos Magistrados estão de parabéns !!!