O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-
Visto de Bruxelas

O chumbo do BCE a oito administradores da Caixa

19 ago, 2016 - 18:59

Falamos também do divórcio entre a União Europeia e os seus cidadãos.
A+ / A-
2016.08.19 Visto de Bruxelas 13h00
2016.08.19 Visto de Bruxelas 13h00
Visto de Bruxelas (19-08-2016)

Neste programa, olhamos para o chumbo do Banco Central Europeu a oito dos 19 nomes propostos pelo governo para a administração da Caixa Geral de Depósitos.

A semana fica também marcada por uma intensificação do diálogo entre Bruxelas e o governo ucraniano, isto numa altura em que Kiev admite que pode estar iminente um cenário de invasão russa.

Ao longo deste espaço Euranet, vamos também falar do divórcio entre a União Europeia e os seus cidadãos.

Porque razão os europeus olham para as instituições como algo distante da realidade quotidiana? Como se explica o eurocepticismo que leva estados-membros, como o Reino Unido, a decidirem pelo abandono do projecto? Porque razão os nacionalismos de Leste se sobrepõem aos interesses comuns da União? E até que ponto excepcional clima de insegurança motivado pela ameaça terrorista, ou a crise dos refugiados contribuem para este quadro?

Perguntas que procuram resposta com a ajuda de Francisco Sarsfield Cabral, especialista da Renascença em assuntos europeus que, como sempre às sextas-feiras, ajuda-nos a interpretar os acontecimentos da semana europeia.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.