A+ / A-

Marcelo foi dar um "abraço à Madeira" a pensar na reconstrução

10 ago, 2016 - 19:59

Presidente da República deixou uma palavra de agradecimento "a todos os que têm sido excepcionais" no combate aos incêndios.

A+ / A-

Veja também:


O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, aterrou hoje no Funchal para "dar o abraço de Portugal à Madeira" e "agradecer a todos os que têm sido excepcionais" no combate aos incêndios.

Marcelo Rebelo de Sousa aterrou no Funchal, na ilha da Madeira, com quase uma hora de atraso relativamente ao previsto (a hora indicativa da chegada era 18:30) uma vez que o Falcon que o transportava teve que divergir para Porto Santo, de onde o chefe de Estado viajou de helicóptero da Força Aérea.

"Não era possível aterrar mas fomos para Porto Santo, mas o essencial é dizer que eu vim dar o abraço de Portugal à Madeira e agradecer a todos os que têm sido excepcionais", disse aos jornalistas à chegada ao Funchal.

Mais tarde, depois de se deslocar a algumas zonas devastadas pelos incêndios, Marcelo Rebelo de Sousa disse que “é preciso olhar para amanhã” e começar a reconstruir as casas e infra-estruturas destruídas elas chamas.

O Presidente da República falava na freguesia do Monte, uma das zonas atingidas pelos fogos. Marcelo foi acompanhado pelo presidente do governo regional da Madeira, Miguel Albuquerque, e o presidente da Câmara do Funchal, Paulo Cafôfo.

Nestas declarações aos jornalistas, o chefe de Estado anunciou que Marrocos e o Reino Unido ofereceram ajuda à Madeira.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • silvestre
    11 ago, 2016 porto santo 10:18
    Não há dúvida que o presidente está-se a tornar ridículo. Parece que em vez de estar em Portugal parece que anda,por exemplo em Moçambique. A ação psicológica que aplica é mais para indigena de outras paragens. Mas cuidado porque o verdadeiro Marcelo ainda não o conhecemos. Há que dar tempo ao tempo. Ouve um facto que ainda mais nos preocupou foi que, como o Falcon não podia aterrar na Madeira por causa do vento, foi de helicóptero. Ora bem a questão põe-se pelo seguinte. No Porto Santo não há hospital, só existe um centro de saúde, que é uma vergonha. O Porto Santo neste momento tem quatro vezes mais população. O grande problema é que se tivesse havido um acidente muito grave ou alguém com doença grave com necessidade de evacuação, não teria havido meio de o fazer pois S.Exa. estava a utilizar o único meio de evacuação para dar um abraço de Portugal à Madeira. É assim o nosso Pretogal. É assim a maneira como somos tratados! E vamos continuar a ser!
  • Correia
    11 ago, 2016 FIGUEIRA DA FOZ 06:46
    Mas,a Madeira não é Portugal à muitos anos?
  • jose cardoso
    11 ago, 2016 Lousada 04:03
    Os portugueses votaram. lololol. agora aturem o artista circense. pagamos-lhe para ser rei mas ele prefere ser bobo, é mais popularucho, rende mais em beijos de idosas.concordo com o abraço dos portugueses do continente e açores aos portugueses da madeira.
  • rosinda
    11 ago, 2016 palmela 03:36
    Tenho um amigo no pinhal novo que luta diariamente para ter uma vidita mais ou menos ! Numa conversa seria que tivemos ele respondeu Toda a gente e seria ate dinheiro se lhe acabar! Espero que o professor marcelo veja o que anda a fazer e pense em quanto fica uma viagem destas de aviao a madeira aos portugueses.
  • João Amaral
    11 ago, 2016 Monte Estoril 02:37
    Comentários de mentes tacanhas...tudo analisado ao detalhe. Já contribuiram hje para alguma Corporação de Bombeiros??
  • Rocfer
    10 ago, 2016 Coimbra 23:16
    Abraço de Portugal à Madeira...?!...Qualquer coisa soa mal aqui...
  • ZédoNabão
    10 ago, 2016 Tomar 22:49
    Este sxr Presidente já começa a ser ridículo com certas e determinadas atitudes. Vai sendo tempo de "poisar" em Belém e recatada-mente se virar para o muito trabalho que de certo tem em em cima da secretária. E ao mesmo tempo dar umas "folgas" aos jornalistas que constantemente o "atacam" com assuntos inconvenientes e sem interesses. É verdade que este hábito já se está a tornar maçador!...
  • Maria
    10 ago, 2016 Porto 22:28
    Que todos me perdoem, mas até as coisas tristes servem para passear....
  • AMS
    10 ago, 2016 Castelo Branco 21:33
    Até parece que a Madeira não é Portugal!!!...
  • Guilherme
    10 ago, 2016 Calheta 20:52
    Pronto, mais um incêndio apagado pelo PR Marcelo! Pelo menos com a garganta, ele faz, ele sabe, um frenesim e uma correria sem parar. Eu tenho pena é dos "jovens" que se fartam de bater fole atrás dele porque não conseguem apanhar!