A+ / A-
euro 2016

Família portuguesa de Griezmann quer um golo francês e Portugal campeão

08 jul, 2016 - 22:37 • Inês Rocha

O melhor marcador do Euro 2016 é luso-descendente e vai enfrentar Portugal na final. Família de Paços de Ferreira está dividida, mas quer ver Portugal campeão europeu.
A+ / A-

É uma das estrelas da selecção anfitriã do Euro 2016 e vai jogar em casa contra um país que também é, de certa forma, a sua casa.

Antoine Griezmann é o autor dos dois golos que deram a vitória a França no jogo contra a Alemanha. Mas podia também fazer parte da selecção portuguesa. Filho de uma luso-descendente, Isabelle Lopes, que entretanto casou com o francês Alain Griezmann, chegou até a ser convidado para jogar na selecção portuguesa, e pensou seriamente nessa possibilidade.

Maria de Fátima, prima direita da mãe do jogador francês, recorda os tempos em que o pequeno Antoine passou férias em sua casa, em Paços de Ferreira.

"Eu conheço um bocadinho do Griezmann da infância, porque ele vinha passar férias a casa dos meus pais. Eles não tinham casa em Portugal e a minha prima vinha com a mãe e passavam férias na casa dos meus pais", conta, em entrevista à Renascença.

Maria de Fátima lembra que a família, na altura, não imaginaria que Antoine poderia chegar onde chegou. "Eram tempos um bocado difíceis, até para a família da parte da minha prima, que não estava muito bem financeiramente", recorda.

Tudo isso mudou muito quando Griezmann começou a fazer carreira como jogador de futebol. "Agora estão muito bem", conta Maria de Fátima. "Ele é um rapaz muito humilde, sei que está a ajudar muito a família".


Greizmann com a mãe, Isabelle Griezmann, filha do pacense Amaro Lopes


Antoine Griezmann é já o melhor marcador do Euro 2016, com seis golos. Está a três de bater o recorde de Michel Platini, que no Europeu de 1984 marcou nove golos.

Maria de Fátima diz ter um grande orgulho no primo. "É uma sensação de muita alegria, isso nem se descute. Ainda ontem quando estava a decorrer o jogo nem fui capaz de ver. Estava sempre nervosa, à espera que ele marcasse, e marcou. Não fui mesmo capaz de ver o jogo", conta à Renascença.

Sobre o resultado de Domingo, Maria de Fátima está dividida... mas quer ver Portugal campeão da Europa. "Estou um bocadinho dividida, mas sou portuguesa, claro que quero que Portugal ganhe. Gostaria que o Griezmann marcasse um golo mas que nós ganhássemos. Que ele marcasse um e nós dois". Golos de Ronaldo, claro.

Futebol corre nas veias da família

Maria de Fátima vai ver o França-Portugal, no Domingo, em família. Vai ser uma festa, espera. Afinal, o futebol parece correr-lhes nas veias.

Já o seu tio Amaro, avô de Griezmann, foi uma estrela do FC Paços de Ferreira, antes de emigrar para França, para trabalhar na construção civil.

"O meu tio também era um grande jogador na época, diziam", conta Maria de Fátima. Amaro Lopes, o "Amaro da Cavada" como era conhecido, já não é do seu tempo, mas a fama chegou-lhe aos ouvidos através de biografias.

A familiar de Griezmann lembra que também os seus dois filhos jogaram futebol, tal como um tio de Griezmann, "mas não chegaram ao patamar a que ele chegou", remata.

Estava-se mesmo a ver. França separa Portugal do título
Saiba tudo sobre o adversário de Portugal na final do Euro 2016
Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Magalhães
    10 jul, 2016 Braga 17:56
    O Griezmann é um jogador fantástico mas deveria torcer por Portugal e jogar ao lado do Ronaldo !
  • Marrokino
    09 jul, 2016 Rabat 09:55
    Se ele fosse Português jogava por Portugal, enxerguem-se!