A+ / A-

“Não faço fretes, defendo o Porto”, diz Rui Moreira

14 jun, 2016 - 01:07 • Raquel Abecasis

Em entrevista à Renascença, o autarca diz que se lembra dos que diziam que estava nas mãos do CDS. “Curiosamente, são os mesmos que agora dizem que estou nas mãos do PS”.
A+ / A-
“Não faço fretes, defendo o Porto”, diz Rui Moreira
“Não faço fretes, defendo o Porto”, diz Rui Moreira

O presidente da Câmara do Porto diz que agradece todos os apoios a uma sua recandidatura, mas não negoceia lugares.

Em entrevista à Renascença, Rui Moreira responde aos que o acusam de obedecer à estratégia do Partido Socialista no Porto. “Acho que ainda não perceberam nada do que eu disse na noite das eleições. Se os partidos políticos e as pessoas não perceberam o que aconteceu no Porto, não perceberam nada.”

“Lembro-me que durante toda a campanha eleitoral, e depois durante os primeiros meses de governação, me acusaram de estar nas mãos do CDS. Curiosamente, são precisamente as mesmas pessoas que agora dizem que estou nas mãos do PS. As pessoas que dizem isso são pessoas que por exemplo me acusaram de está a fazer favores e fretes ao Dr. Pedro Passos Coelho quando celebrei com ele o acordo do Porto a três ou quatro meses das eleições legislativas. As pessoas ainda não compreenderam – porque não querem compreender ou não têm capacidade de compreender – que ser independente é isso mesmo, ou seja, é gerir os interesses da cidade, falando com aqueles que estão no poder, procurando ter com eles uma relação de proximidade normal.”

Nesta entrevista, Rui Moreira admite também a possibilidade de conceder a medalha de honra da cidade à Ryanair pelo papel que a low-cost tem tido na internacionalização do Porto. Já quanto ao diferendo com a TAP, o autarca garante que o assunto não está encerrado e admite estar à espera da prometida reavaliação do caso prometida por António Costa.

Rui Moreira diz que o facto de o negócio da TAP ter sido revertido justifica as reclamações da cidade e estranha que a TAP "esteja obsessivamente preocupada em esgotar o aeroporto da Portela.

O autarca diz que “quem viaja do Porto não tem obrigatoriamente que, ao querer usar a companhia de bandeira em que é accionista, querer viajar por Lisboa. Essa é que é a questão. Eu não o faço, eu prefiro viajar por Madrid, confesso”.

Nesta edição antecipada do programa “Terça à Noite” o presidente da Câmara do Porto diz ainda ter a expectativa de que daqui a um ano, se o Papa confirmar a sua visita a Portugal, possa incluir uma passagem pelo Porto e admite que já fez contactos nesse sentido.


legislativas 2019 promosite
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • rosinda
    14 jun, 2016 palmela 02:04
    ir a lisboa de gatas deve ser muito dificil!
  • Luís Paulo
    14 jun, 2016 Onde quer que seja em Portugal 01:26
    Costumo tentar ler notícias sobre Portugal e não apenas sobre uma pequena parcela do mesmo. Este tipo de notícia já começa a ser estranho. Lisboa é de facto a capital. O Porto é uma outra capital de distrito. Existem muitas outras. A bipolaridade ou a bicefalia do país começa a ser uma normalidade completamente anormal. Cada vez mais é menos normal surgirem só notícias sobre o Porto e pouco mais. O país não é só Porto!