A+ / A-

Falar? Cantar? “Falar cantando”. O encontro de Marcelo e Costa com Carlos do Carmo

12 jun, 2016 - 00:01 • Eunice Lourenço , enviada a Paris

Fadista vai estar este domingo na festa da Rádio Alfa, onde o primeiro-ministro e o Presidente da República devem ter um banho de multidão.
A+ / A-

Carlos do Carmo esperava discretamente pelos cumprimentos junto de outros convidados na rotunda de Créteil, nos arredores de Paris, que hoje passou a ter o nome do português Armando Lopes. António Costa e Marcelo Rebelo de Sousa nem davam por ele, até que a mulher do embaixador os foi chamar. E então fizeram todos uma grande festa.

“A esta hora já?!? É preciso muito patriotismo!”, brincou António Costa, conhecedor dos hábitos noctívagos do fadista que é seu amigo, foi seu mandatário em Lisboa e com quem trabalhou para elevar o fado a património da Humanidade. Carlos Carmo é também amigo de Armando Lopes, o empresário dono da Rádio Alfa, que o convidou para ali estar, um convite que o fadista só em caso de impossibilidade total diria que não.

Veio a Paris à homenagem a Armando Lopes, mas fica também para a festa da Rádio Alfa, cum grande momento de congregação da comunidade portuguesa à volta de Paris.

“Amanhã esta na Rádio Alfa ?!?”, admiram-se, ao mesmo tempo, Marcelo e Costa. E segue-se um diálogo delicioso de entendimento entre Belém e São Bento.

Marcelo: “Então amanhã tem de falar na Rádio Alfa.”

António Costa: “Falar, não cantar.”

Marcelo: “Falar cantando, claro.”

Mas o fadista não pode, não trouxe guitarristas. Só veio mesmo a Paris para também ele homenagear o comendador Armando Lopes, que este sábado passou a ter um privilégio raro: ser nome de rotunda ainda em vida. Uma circunstância que fez lembrar a Carlos do Carmo uma outra conversa.

“Depois de eu ter ganho o Grammy, disseram ao António Costa ‘Haviam de dar um nome de rua ao Carlos do Carmo’ e ele disse ‘oh homem, não me mate o homem já’. Isto são normalmente coisas que se fazem … Quando eu disse ‘Não é possível uma praça com o nome dele?!? Vivo! – Achei extraordinário”, contou o fadista, que este domingo vai estar presente na Festa dos Santos Populares da Rádio Alfa.

Esta fez existe desde 1989 e a organização diz que é o maior encontro da comunidade portuguesa em toda a Europa. Este ano são esperadas entre 15 a 20 mil pessoas, pelo que irá constituir um autêntico banho de multidão para o Presidente e o primeiro-ministro portugueses.

A Rádio Alfa foi fundada em 1987 e tem cerca de 800 mil ouvintes na região de Paris.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Antonio Almeida
    12 jun, 2016 V.N. de Gaia 16:36
    Nunca vi uma visita de estado durar tanto tempo.Foram os dois de férias para França?????O sr. Costa tem muito que agradecer ao sr.Presidente pela propaganda política que lhe esta a fazer.
  • Maria
    12 jun, 2016 Porto 11:22
    Só temos cigarras...
  • Maria Fernanda
    12 jun, 2016 Porto 09:58
    O Salazar também gostava de fado, futebol e Fátima! este Governo também gosta! mas em lugar de Fátima, gosta mais de festas, e se possível no Estrangeiro
  • Dias
    12 jun, 2016 Lx 01:42
    Só falta o "emplastro "