A+ / A-
Trabalho Sem Fronteiras

​Erasmus: que vantagens para o futuro?

25 mai, 2016 - 14:11

Esta quarta-feira, olhamos para rede Erasmus que permite a mobilidade de estudantes entre os diferentes países europeus e não só. Portugal foi eleito este ano o Melhor País da rede Erasmus. Uma distinção pela principal organização europeia de estudantes daquele programa de mobilidade. Existe vantagem em estudar no estrangeiro quando se procura emprego?
A+ / A-
Trabalho Sem Fronteiras (25/05/2016)
Trabalho Sem Fronteiras (25/05/2016)

No nosso país estudam mais de 34.000 jovens de cerca de 200 nacionalidades, e de Portugal saíram cerca de 7.000 para estudar no estrangeiro, em 2014. São números relevantes, sobretudo num momento em que o desemprego jovem está acima dos 30%.

A questão que colocamos é se existe vantagem em estudar no estrangeiro quando se procura emprego. E o que leva cada vez mais estudantes portugueses a procurar programas de mobilidade?

E como são integrados em Portugal os estudantes que escolhem as universidades nacionais para enriquecerem o seu currículo? A jornalista teresa Almeida foi ao encontro de exemplos na Faculdade de Letras da Universidade do Porto.

E para o presidente do Conselho de reitores das universidades portuguesas o programa Erasmus “é um dos programas de maior sucesso da construção da Europa”. Um projecto que, para António Cunh,a tem um impacto enorme para as universidades do Velho Continente e que se tornou a base para a forma como as universidades portuguesas estão a atrair estudantes estrangeiros e a garantir um novo foco de financiamento.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.