O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-

Gasóleo profissional em todo o país parece ser ilegal, diz ACP

17 mai, 2016 - 12:33

Intenção do Governo prevê uma carga fiscal equivalente à praticada em Espanha, para todos os veículos acima de 35 toneladas. Automóvel Club de Portugal não afasta queixa a Bruxelas.
A+ / A-

Pode ser ilegal o alargamento do regime de gasóleo profissional a todo o país, ainda que apenas às grandes transportadoras. A suspeita é do presidente do Automóvel Club de Portugal (ACP).

“Esta medida configura para já um auxílio do Estado e que eu penso que seja ilegal, porque todos os auxílios do Estado têm que ser controlados por Bruxelas. Estamos a estudar o assunto e se for ilegal temos de fazer queixa a Bruxelas”, garante Carlos Barbosa.

A medida está a ser estudada pelo gabinete jurídico do ACP. Na opinião do mesmo responsável, a intenção do Governo em criar descontos revela medo face às transportadoras.

A proposta de lei deverá ser apresentada em breve no Parlamento e prevê uma carga fiscal equivalente à praticada em Espanha para todos os veículos acima de 35 toneladas.

O executivo vai criar descontos para as transportadoras de mercadorias nos postos de gasolina em quatro zonas de fronteira com Espanha no segundo semestre do ano, devendo este regime ser alargado a todo o país, em 2017, confirmou o ministro adjunto, Eduardo Cabrita.

A fase experimental deverá arrancar no segundo semestre do ano, nas fronteiras de Quintanilha, Vilar Formoso, Caia e Vila Verde de Ficalho.

Satisfeitas com a decisão do Governo estão as associações que representam as empresas de transporte de mercadorias.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • a inteligencia
    17 mai, 2016 lx 17:02
    ou a má fé de alguns "espertos" na materia que por aqui debitam, comparam alhos com bugalhos para concluirem aquilo que pretendem! O sr João de Coimbra, a partir de agora vai só usufruir dos produtos da sua região, pois como considera que o transporte (empresas transportadoras), que lhe possibilitam consumir produtos de outras regiões, não fazem parte da economia global, não pretende contribuir para os "Camiões" que transportam esses produtos! E então faz comparações com os contratos das escolas onde aí sim os portugueses não têm nem devem pagar as escolhas dos pais em terem os seus filhos em colegios privados! Mas, enfim, são estas inteligencias que raciocinam arduamente até deitarem fumo...
  • Indignado
    17 mai, 2016 Viana do Castelo 15:34
    O que não parece mas é certamente "ilegal" é o vencimento chorudo de 21 mil euros mensais do Presidente do ACP, Sr. Carlos Barbosa. Não acham ?
  • João
    17 mai, 2016 Coimbra 13:57
    Então eu vou pagar para os Camiões beneficiarem?...e querem acabar com os Contratos com as Escolas porque uns não podem pagar os outros-geringonça!
  • Há que despolitizar
    17 mai, 2016 lx 13:15
    o ACP! Como associado, começo a ficar incomodado com as posições politizadas, do actual presidente!...não fada nem deixa fadar!
  • Este ACP
    17 mai, 2016 pt 13:11
    é Ridiculo!...Está sempre a portar-se como um partido politico associado dos PSDs ou seja o partido dos PóPós!...O seu actual presidente, o Barbosa do PSD, arranja sempre polemica, para desestabilizar!
  • Jorge
    17 mai, 2016 Lisboa 12:58
    Acho muito bem que o façam! Se é para existir redução deve ser para todos e não só para um grupo de primadonas (mais sabendo que quem irá pagar essas reduções será o contribuinte).
  • marcelo
    17 mai, 2016 Amadora 12:51
    Este homem não sabe do que fala, existe gasóleo profissional em metade da Europa...já existe gasóleo profissional (verde) em Portugal na agricultura, na pesca, nos comboios....