O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-

Operação Marquês. Tribunal mantém caução de 300 mil euros a Armando Vara

26 abr, 2016 - 16:29

Relação de Lisboa considerou improcedente o recurso interposto pela defesa do ex-ministro.
A+ / A-

O Tribunal da Relação de Lisboa (TRL) decidiu esta terça-feira, por unanimidade, manter a caução de 300 mil euros aplicada ao antigo ministro Vara no âmbito da Operação Marquês, que envolve o ex-primeiro-ministro José Sócrates.

A informação foi dada por fonte do TRL à Lusa. A mesma fonte acrescentou que a Relação de Lisboa considerou improcedente o recurso interposto pela defesa de Armando Vara.

A defesa de Armando Vara contestou a caução de 300 mil euros que lhe foi aplicada no âmbito da Operação Marquês. Os advogados do ex-ministro socialista e antigo administrador da CGD recorreram da medida de coacção que lhe foi aplicada quando deixou de estar em prisão domiciliária, com pulseira electrónica.

No recurso, que seguiu em Novembro para o Tribunal da Relação de Lisboa, a defesa do arguido considera que a caução de 300 mil euros é astronómica e entende tratar-se de uma medida ilegal, inconstitucional e pouco fundamentada.

Armando Vara foi detido a 9 de Julho de 2015 e é suspeito de fraude fiscal, branqueamento de capitais e corrupção passiva.

Vara esteve em prisão domiciliária com pulseira electrónica e agora está em liberdade, mediante caução.

A Operação Marquês já conta com mais de uma dezena de arguidos, entre os quais José Sócrates, indiciado pelos crimes de fraude fiscal qualificada, branqueamento de capitais e corrupção passiva para acto ilícito.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Maria Mapepa
    27 abr, 2016 Algarve 08:44
    Para quem entrou para a politica "com uma mão atras e outra a frente", 300 mil euros é muito carcanhol... por outras palavras ... quem cabritos vende e cabras não tem de algum lado lhe vem.
  • José Costa
    26 abr, 2016 Colares 18:21
    Ainda devia ser muito mais elevada.
  • NL
    26 abr, 2016 Ermesinde 17:09
    Depois de Marcelo Rebelo de Sousa colocar um cravo vermelho na sua mão, depois de MRS se ter distanciado da coligação criminosa PSD+CDS (O CDS, democraticamente, não tem o direito, porque é uma tentativa de golpe de Estado, ter 18 deputados na Assembleia da República), a extrema-direita reaccionária e fascista continua a mostrar os dentes. Até que lhos partam.
  • 26 abr, 2016 Lisboa 16:57
    Que foto tão bonita! De notar o contraste da cara do senhor com a cor do céu e o pormenor das feições. Parabéns ao fotógrafo e ao jornalista que a escolheu. Um primor!