|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Sócrates nega jantar proibido com Santos Silva

11 abr, 2016 - 13:31

“Correio da Manhã” noticia que os dois arguidos da Operação Marquês encontraram-se num restaurante, violando uma das medidas de coacção. Defesa do ex-PM fala em enorme “invenção” que confirma “campanha de ódio”.

A+ / A-

O “Correio da Manhã” avançou esta segunda-feira que José Sócrates e o empresário Carlos Santos Silva violaram uma das medidas de coacção decididas pelo juiz Carlos Alexandre, no âmbito da “Operação Marquês”. Como? Num jantar na semana passada, num restaurante lisboeta especializado em leitões. A defesa do ex-primeiro-ministro nega que tal tenha acontecido.

Sócrates e o seu amigo Carlos Santos Silva, os dois principais arguidos da Operação Marquês, estão proibidos de contactarem um com o outro. O “Correio da Manhã” noticia que os dois arguidos violaram as medidas de coacção num jantar em que esteve presente uma terceira pessoa.

“A notícia de capa do ‘Correio da Manhã’ referente ao sr. eng.º José Sócrates é, mais uma vez, falsa e completamente disparatada. Desde que está em liberdade, o sr. eng.º José Sócrates nunca jantou nesse restaurante e nunca jantou com o seu amigo eng.º Carlos Santos Silva”, refere um comunicado da defesa do ex-primeiro-ministro.

“Tamanha invenção só vem confirmar a campanha de ódio e de perseguição pessoal, o desprezo pela verdade e a falta de respeito com os seus leitores. Tal ‘notícia’ constitui um crime. Será hoje mesmo apresentada a correspondente queixa para o devido procedimento criminal”, acrescenta o comunicado.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • aliena
    11 abr, 2016 lisboa 16:54
    Transparencia. Cada dia que passa a transparencia das noticias sao uma questão negativa. O correio da manha tem obrigatoriamente que fazer ataques cerrados a tudo o que nao venha dos neo liberais. Este pasquim tem de pagar o favor que lhe foi concedido pelo governo de passos, 5.7 milhoes de euros foram «perdoados» pelo nao pagamento das obrigatorias obrigações fiscais. tudo o que venha deste pasquim é de caracter duvidoso. Somente a falta de cultura e a iliteracia deste povo continua a dar o «sustento» a quem já deveria ter portas fechadas.
  • ISIDORO FOITO
    11 abr, 2016 elvas 16:54
    então nesse caso os senhores do correio da manha serão obrigados a apresentar provas concretas a como esse jantar aconteceu caso não o façam será bom que a nossa justiça faça alguma coisa contra o correio da manha , porque poderá vir a ser acusada de compactuar com noticias porcas, falsas e nojentas de mesmo jornal , que de facto tem vindo a montar uma cabala contra socrates , se fosse com um traficante de droga este jornal á muito que tinha sido destruído fosse qual fosse o esquema , mas como diz socrates e eu concordo isto é tudo uma cabala montada contra ele a começar no ministério publico, (palavras dele)
  • Não conheço
    11 abr, 2016 pt 16:29
    Nenhum empregado chamado Miguel no S olar dos Leitões?...
  • e eu a pensar
    11 abr, 2016 lx 16:25
    Que hoje o correio dos manhosos ia colocar como jornal credivel, em primeira pagina a sua divida de milhões ao fisco e a respectiva penhora! Como é possivel? Um jornal tão serio e esconde isto? E os outros, consentem e calam-se? Que media temos nós?...So servem para julgar na praça publica quando convém?
  • a RR
    11 abr, 2016 lis 16:13
    Ficou pelo comentário do rodinhas?...os outros estão na gaveta!
  • NL
    11 abr, 2016 Ermesinde 16:07
    A Renascença não tem o direito de publicar comentários que, perante a lei, são um crime. Acerca do líder do grupo Correio da Manhã, Paulo Fernandes, queiram ler no fundo da página 2 do Jornal de Notícias de 10.04.2016, em "sobe&desce, o comentário referente a este animal.
  • luis miranda
    11 abr, 2016 vila real 16:05
    Ora,... há muita informação e contra-informação. Já não ponho a mão por alguém mas sugeria de que os juízes também fossem investigados, se arranjasse forma de dar credibilidade alguma a isto. Sugeria que houvesse alguma instancia independente a uns e a outros que investigasse, vigiassem e,... de certa forma dar um fim a isto, seja para uma acusação, arquivamento ou,.. condenar os que estão com os processos se fossem verificados pressupostos de independência ou manipulação destes resultados. Uma coisa e certa, se tinham qualquer suspeita, também não me parece de que a investigação, numa sociedade democrática, tenha seguido os melhores passos depois deste tempo todo desde a prisão ate este momento sem se ter feito uma acusação. E, quanto aos medias, creio que também merecem um reparo...
  • Luis Santos
    11 abr, 2016 Almada 15:59
    E fotografias srs. jornalistas? Onde estão?
  • helena felgas
    11 abr, 2016 lisbon 15:57
    O Correio da Manha é um pasquim incrivel e não merece qualquer crédito. Então seo Socrates quisesse almoçar com o amigo não o faria recatadamente num lugar privado?! Terá o correio da manhã arranjado dois sócios do Socrates e dos santos silva para vir agora com esta história?! É de facto um jornal perigoso.
  • fields
    11 abr, 2016 lx 15:56
    "... grupo (COFINA dono do CM) pagou dois milhões de euros em 2013 e foram-lhe "perdoados" 5,7 milhões de euros pelo Fisco no ano seguinte, fechando o exercício do ano passado com dívidas ao Estado de 12,5 milhões de euros...". ESTA É QUE DEVERIA SER A NOTICIA DE CAPA DO CM. Pelo que parece existe uma divergência de mais de 20 milhões de euros com a Autoridade Tributária e Aduaneira. Disto pouco se fala e a menos que não me tenha apercebido nenhuma televisão abordou o assunto, como é que é, devem 20 perdoam-lhe 5 e só pagam 12, então mas isto é algum negócio da china. Se fosse o Zé povinho já lhe tinham penhorado a casa, não lhe perdoavam a divida como fazem aos grandes grupos economicos. Já não é o primeiro caso que ouço em que por uma divida de mil euros as pessoas são penhoradas sem apelo nem agravo... nem perdões. E onde é que está a justiça nestes casos, já sei, anda a investigar a noticia do CM.