A+ / A-

Polícia francesa detém quatro suspeitos de planear "ataque iminente"

16 mar, 2016 - 16:07

A+ / A-

A polícia francesa deteve esta quarta-feira quatro pessoas, suspeitas de planear um "ataque iminente" no centro de Paris. A detenção foi noticiada pela televisão francesa TF1.

Os detidos, três homens e uma mulher, estavam já referenciados pelas autoridades por terem ligações ao radicalismo islâmico.

No local da detenção, que aconteceu de madrugada na zona de Seine-Saint-Denis, foi recuperado um carregador de arma automática e material informático.

Este incidente ocorre um dia depois de uma rusga anti-terrorista em Bruxelas, em conjunto com a polícia francesa, ter conduzido à morte de um alegado jihadista e a detenção de outros dois. Haverá ainda dois suspeitos em fuga depois de uma operação que causou ferimentos em alguns agentes da autoridade. Não há, por enquanto, qualquer indicação de que os dois casos estejam relacionados, mas tanto França como a Bélgica estão ainda em estado de alerta desde os ataques de Novembro de 2015, em Paris.

[Notícia actualizada às 16h37]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Zé da Costa
    17 mar, 2016 Coimbra 09:11
    Quem vai destruir a Europa serão os próprios europeus ao votarem na esquerda tolerante!
  • ana cristina sergio
    16 mar, 2016 lisboa 21:54
    Nunca mais vai haver descanço na Europa, nâo conseguiram agora vão conseguir outros daqui a uns tempos
  • Zé Povinho
    16 mar, 2016 Lisboa 18:12
    Continuamos de portas abertas despreocupados com o que está a acontecer na Europa. Os terroristas andam a ser perseguidos pelos países do norte e os terroristas deverão estar já a encontrar refúgio em Portugal, país pacato distraído com as questões de economia é de amigos ricos.