A+ / A-

César das Neves: “Intervenções do Papa têm sido usadas numa lógica ideológica”

13 mar, 2016 - 10:09 • Aura Miguel , Ângela Roque

Este domingo, passam três anos desde que Jorge Mário Bergoglio foi eleito Papa. Em declarações à Renascença, o economista João César das Neves considera que a surpresa e a novidade deste pontificado não é o conteúdo, mas a forma e o estilo muito próprios de Francisco.
A+ / A-

As intervenções do Papa sobre economia reflectem a doutrina social da Igreja, diz João César das Neves, que alerta para o risco de manipulação ideológica das palavras de Francisco.

Este domingo, passam três anos desde que Jorge Mário Bergoglio foi eleito Papa. Em declarações à Renascença, o economista João César das Neves considera que a surpresa e a novidade deste pontificado não é o conteúdo, mas a forma e o estilo muito próprios de Francisco.

O professor da Universidade Católica Portuguesa, que acaba de lançar o livro “Economia de Francisco - Diagnóstico de um Equívoco”, assinala que “a esmagadora maioria” das intervenções do Papa são religiosas e não tratam de economia, mas “têm sido usadas numa lógica ideológica”.

“Temos tido pessoas de esquerda a adorarem o Papa e pessoas de direita a atacarem o Papa, e ele o que diz a isso, todas as vezes, é: ‘O que eu estou a afirmar é exclusivamente a doutrina social da Igreja. E, de facto, a maior parte das pessoas que falam sobre o que o Papa Francisco está a dizer não leram a Doutrina Social da Igreja”, sublinha João César das Neves.

Para o catedrático, com o Papa argentino o centro das atenções desviou-se da Europa para se tornar mais abrangente e universal.

“Isso será um tom novo, uma novidade, que tem a ver com a evolução, com a globalização. E não estou a dizer que os Papas anteriores se esqueciam das outras zonas do mundo, aliás, passearam por todas elas. Mas talvez seja esse o elemento novo que poderá mostrar à Europa uma coisa que precisa de perceber, é que as tolices em que anda tornam-na obsoleta. É , de alguma maneira, mostrar à Europa que se calhar menos atenção é capaz de ser preciso, para ver se tem juízo”, afirma César das Neves.

A entrevista a João César das Neves vai ser transmitida no programa “Princípio e Fim” da Renascença, transmitido este domingo, depois do noticiário das 23h00.


legislativas 2019 promosite
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Rui Ribeiro
    17 mar, 2016 Espinho 10:17
    Que este senhor é fanático e louco; acho que já ninguém tem duvidas.
  • O Santo
    13 mar, 2016 Lisboa 13:12
    Infelizmente dentro da nossa "igreja" à demasiados João César das Neves. Que amam o dinheiro sobre todas as coisas.
  • Mais umas bacoradas
    13 mar, 2016 lx 11:42
    Claro que são ideologicas como tudo na vida é! Este individuo por vezes nem parece ter formação superior! Então a propria doutrina da igreja não é ideologica? E ao contrario do que afirma não são só alguns portugueses que estão a usar as afirmações do Papa ideologicamente, é ele proprio que faz com elas a ideologia! A direita radical quando não se revê nas mudanças tudo faz para tentar desvirtuar em seu proveito proprio, os problemas e as soluções. Por muito que custe a este profeta da desgraça, o Papa Francisco é bem diferente do que este sr nos tenta fazer crer!