A+ / A-

Frio traz neve a Sintra, Alentejo e Algarve

26 fev, 2016 - 13:42

Descidas acentuadas de temperatura, vento, chuva, neve e granizo marcam o fim-de-semana. IMPA emite alertas e prevê que o mau tempo comece a serenar na segunda-feira.

A+ / A-

Este fim-de-semana vai ser marcado pela chuva, vento forte, agitação marítima, e possibilidade de queda de neve em locais pouco habituais como as serras de Sintra e Monchique.

Em declarações à agência Lusa, a Maria João Frada, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), indicou que "devido às baixas temperaturas salienta-se que a neve, pelo menos até ao final da manhã de sábado, poderá cair em cotas relativamente baixas, acima dos 400/600 metros”.

“Não se pode excluir a ocorrências de aguaceiros sob a forma de neve em locais como a serra de Sintra, que nos seus pontos mais altos caiam uns farrapos, e em vários outros locais como a serra de Monchique, no Algarve, e de São Mamede, em Portalegre", especificou.

A situação meteorológica vai começar a piorar a partir do final da manhã desta sexta-feira com um aumento da intensidade do vento, que poderá ser muito forte em todo o território do continente. De acordo com a meteorologista, gradualmente, a partir da tarde, a precipitação vai passar a regime de aguaceiros, que podem ser fortes, de granizo e acompanhados de trovoada.

A especialista adiantou também que os aguaceiros serão mais prováveis e frequentes nas regiões do litoral. Segundo Maria João Frada, vai ocorrer uma descida dos valores da temperatura que devido ao vento vai dar uma sensação acrescida de frio.

No sábado, a previsão do IPMA aponta para uma descida dos valores da temperatura mínima, sendo que nas regiões do interior deverão rondar os -4/-3 graus Celsius, no litoral entre os 4 e os 6/7 graus.

No domingo ainda vão ocorrer aguaceiros, que podem ser fortes, de granizo e acompanhados de trovoada e que vão fazer subir a cota de neve para os 1200/1400 metros e agitação marítima com ondas de noroeste com cinco a seis metros e meio.

Foram emitidos aviso laranja de agitação marítima durante todo o fim-de-semana, prevendo-se ondas que podem atingir os sete metros, e aviso amarelo de vento e precipitação até ao final do dia de sábado. A situação vai melhor na segunda-feira com o regresso do sol e subida dos valores da temperatura máxima.

Neve corta estradas em Viseu

Uma estrada nacional e duas municipais estão desde as 11h00 desta sexta-feira cortadas ao trânsito no distrito de Viseu devido à queda de neve.

Segundo disse à agência Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro, a Estrada Nacional 321, entre Castro Daire e Cinfães, ficou cortada às 10h59.

Minutos antes, o mesmo tinha acontecido com as municipais 553 (entre Resende e Feirão) e 553-1 (entre Resende e Bigorne). Três viaturas ficaram retidas na neve, em Cinfães, em Resende e nas Portas do Montemuro, mas não há nenhuma situação grave a registar, acrescentou.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Pinto
    29 fev, 2016 Custoias 22:23
    Que esperam? O homem tem destruído o ecossistema e como não chega apressa a destruição do planeta. O planeta encarregará da resposta. Até os mares já estão quase esgotados, esta raça humana nem para o seu bem é bom. Os nossos netos, esses onde amaldiçoar os antepassados.
  • desatina carreira
    26 fev, 2016 queluz 17:13
    Quem e esse cota
  • José M. E. C. Fortes
    26 fev, 2016 Ericeira 14:52
    Embora as palavras cota ou quota possam ser equivalentes sempre que quisermos referir um quinhão, uma porção, uma fracção, uma determinada quantia ou parcela de um todo. São sinónimas de cota-parte ou quota-parte, significando a parte que cabe a cada um dos intervenientes. Estas palavras se referem também a uma marca, sinal, cifra, coordenada ou anotação em um mapa, desenho ou texto. Mas no caso de queremos falar em altitude a palavra correcta a usar é “cota” significando então uma altitude positiva ou negativa em relação a um nível de referência, neste caso o nível médio das águas do mar.