A+ / A-
Agenda da semana

​Uma semana com a UE virada para fora

18 jan, 2016 - 13:55

Hoje olhamos para a semana que aí vem. E a agenda europeia advinha-se bastante movimentada para os Negócios Estrangeiros.
A+ / A-
Olhar Europa (18/01/2016)
Olhar Europa (18/01/2016)

A semana começa, hoje, com uma reunião que junta os 28 ministros dos Negócios Estrangeiros. Federica Mogherini, chefe da política externa da União Europeia, lidera o encontro que tem como temas a Síria, o Iraque e o Médio-Oriente. A reunião também inclui uma análise crítica da situação na Ucrânia.

O Presidente da Polónia também está hoje de visita a Bruxelas. Andrzej Duda tem encontros marcados com o Presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, antigo Primeiro-ministro polaco, e com Jens Stoltenberg, secretário-geral da NATO.

Esta visita acontece no meio de crescentes tensões entre a Polónia e outros líderes europeus e uma semana depois de a Comissão Europeia ter anunciado que vai fazer uma avaliação preliminar à situação no país, ao abrigo do procedimento, até agora inédito, do "princípio do Estado de Direito". Em causa estão as polémicas alterações legislativas que possibilitam o controlo dos meios de comunicação públicos pelo Governo polaco, e as regras para aumentar a dificuldade de tomadas de decisão pelos juízes do Tribunal Constitucional.

Logo à noite, os ministros dos Assuntos Europeus da União vão reunir-se para ajudar a preparar a próxima Cimeira da União Europeia.

Ainda hoje, mas em Estrasburgo, arranca mais uma sessão plenária do Parlamento Europeu que decorre até quinta-feira. Uma sessão que fica marcada, amanhã, pela situação na Polónia e que conta com a presença da Primeira-ministra polaca.

Ainda na madrugada de amanhã são conhecidos os dados de crescimento da economia chinesa, relativos ao último trimestre do ano passado. Dados que ganham particular interesse numa altura em que aumentam os receios de um abrandamento mais acentuado daquela economia, que constitui um dos principais riscos à evolução da economia global.

Ainda para esta terça-feira está anunciada uma conferência de imprensa de Vera Jourová, Comissária Europeia para a Justiça, consumidores e igualdade de género.

Na quarta-feira, os eurodeputados vão ser informados em pormenor do programa da presidência Holandesa da União Europeia.

É também nesse dia que muitos líderes europeus iniciam viagem para as terras frias da Suíça, onde na quarta-feira começa o Fórum Mundial Económico. Em Davos vão encontrar-se vários Comissários Europeus, entre os quais Pierre Moscovici, responsável pelos Assuntos Económicos e Financeiros, três vice-presidentes da Comissão, bem como líderes nacionais e ministros. O encontro termina no sábado.

Quinta-feira há reunião de política monetária do Banco Central Europeu. Não se esperam alterações, depois das medidas anunciadas em Dezembro, para promover o regresso da inflação a níveis consistentes com a estabilidade de preços a médio prazo. Mas é provável que Mário Draghi mantenha em aberto a possibilidade de novas medidas se os níveis baixos de inflação o justificarem.

Também na quinta-feira chega ao Tribunal de Justiça da União Europeia o caso de um familiar do Presidente sírio, que está a desafiar as sanções europeias. Mohammad Makhlouf - tio de Bashar Al-Assad - contestou a decisão da União Europeia que impede a sua entrada em Estados-Membros e o congelamento dos seus bens.
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.