|

 Confirmados

 Suspeitos

 Recuperados

 Óbitos

A+ / A-

Contribuintes ricos pagam menos impostos? Actual e ex-director do fisco ouvidos com urgência

06 jan, 2016 - 12:17 • Paulo Ribeiro Pinto

Cerca de mil famílias ricas em Portugal pagam menos impostos do que deveriam e o Bloco de Esquerda quer saber porquê. A polémica surgiu após a entrevista do anterior homem forte do fisco, José Azevedo Pereira.

A+ / A-

O antigo e a actual directora-geral da Autoridade Tributária vão ser ouvidos “com carácter de urgência” por causa de contribuintes considerados ricos, mas que alegadamente pagavam impostos abaixo dos rendimentos. O requerimento do Bloco de Esquerda para a audição foi aprovado esta quarta-feira.

A polémica surgiu após a entrevista do anterior homem forte do fisco à SIC-Noticias. José Azevedo Pereira disse ter criado uma equipa para estudar os grandes contribuintes individuais e que foi desmantelada pelo executivo de Passos Coelho, revelando ainda a existência de contribuintes com património ou rendimentos elevados, mas que pagavam impostos muito abaixo dos valores que deveriam ser tributados.

Azevedo Pereira afirmou existirem cerca de mil famílias ricas que pagam apenas 0,5% do total de imposto pessoal quando deveriam pagar cerca de 25% do IRS. Estão em causa rendimentos acima de cinco milhões de euros e 25 milhões de euros em património.

O Bloco considera que houve interferência política do anterior Governo sobre o fisco e quer também ouvir a actual directora-geral. Helena Borges foi escolhida para liderar a máquina fiscal.

“Para além das possíveis manipulações políticas a que a Autoridade Tributária esteve sujeita durante os últimos anos, foi referida a existência de um grupo de trabalho, entretanto desmantelado, com o objectivo de estudar a aplicação da lei e do princípio de equidade tributária aos contribuintes mais ricos”, destacava o BE no requerimento.

Em Dezembro, no programa "Negócios da Semana" da SIC Notícias, Azevedo Pereira disse que as tais cerca de mil famílias mais ricas têm influência directa na legislação: “Este tipo de pessoas tem fácil acesso aos decisores políticos que fazem as leis”.


Como se pode pôr os ricos a pagar mais impostos?

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • NunoNascimentoSantos
    07 jan, 2016 Lisboa 17:04
    Pelo que posso verificar nalguns comentários (aqui, sobre este assunto, e noutros sites sobre outros assuntos), continua o estigma em relação aos funcionários públicos (FP).Concerteza muita gente continua a achar que ps FP são sempre regiamente pagos, com salários e regalias que mais ninguém tem.Sou FP, ganho míseros 600EUR.Mas muita gente acha que só tenho é regalias e "bom salário"..E como tenho a regalia de ser reformado mais cedo e com o salário quase todo (como se isto alguma vez fosse a verdade....) , só tenho é que "aguentar" porque a reforma é quase 100% do salário (como se fosse), e sou FP. Quando é que acordam ?Quando é que este povo com mentalidade de populaça acorde de vez e percebe as coisas como elas realmente são ? Quando é que percebem de vez que esas regalias e excelentes vantagens dos FP é só para ALGUNS FP, nomeadamente os Quadros superiores (QS) ? Que, nalguns casos (muitos, demais) até têm cartões de crédito por conta do estado além de um salário chorudo e sem terem sequer predicados que justitifiquem ? Quando é que acordam e percebem de vez que, por exemplo, na administração da RTP existe gente a auferir salários na ordem dos 70.000 EUR /Mês ???? E querem comparar-me com esta gente APENAS porque sou FP ??? Tenham dó e usem a inteligência ! A maior parte dos FP estão , durante 20/30 anos, em clara desvantagem em relação ao privado.E desiludam-se também em relação à "segurança no emprego" relativamente aos FP. Anda tudo redondamente enganado.
  • José Luiz Ferreira
    07 jan, 2016 Maia 13:29
    Jo Berardo ameaça ir para outro país se lhe aumentarem os impostos. Tem piada: a questão está precisamente em que as pessoas com um nível de rendimento semelhante ao dele pagam em Portugal 50 vezes menos do que noutros países desenvolvidos. Para onde iria ele para pagar ainda menos? Para o Mali?
  • Observador
    06 jan, 2016 Fnc 18:59
    Esta é matéria de tal gravidade do ponto de vista social e ético e deve ser apurada até às últimas consequências. Exigir aos que menos têm sem contemplação e permitir que outros usufruam de um tratamento discriminatório e preferencial perante a AT é no mínimo imoral, revoltante, indigno e tal situação deve ser minuciosamente apurada na observância da lei, com consequências para quem tenha permitido tal atropelo. Que pobreza de valores morais e éticos!
  • scherek
    06 jan, 2016 santarem 16:08
    mas o povo gosta tanto que não se importavam que que eles lá ficassem outra vês portanto os tugas só tem o que merecem nada mais,e para os tugas estarem contentes e felizes devia voltar a PIDE com os seus carrascos de chicote em riste para ver se os tugas abrem a pestana de vês, cambada de frouxos ninguém quer fazer ponta de corno por isso votam sempre na mesma escumalha, já viram agora a trabalheira que dá ir votar, nem pensar deixem lá subir a abstenção os outros que se danem desde que eu esteja confortável, tá-se bem, agora vem para aqui dizer á afinal são todos uns corruptos e tal e tal
  • José Costa
    06 jan, 2016 Braga 15:52
    Mas os ricos é que estão mal coitadinhos
  • Justo
    06 jan, 2016 leiria 15:26
    Deixa lá Maria, sou pequenino empresário e também nunca tive abonos. Mas diferente é que podes ser reformada após 30 anos de serviço e com 89% do ordenado, já há reformados com 52 anos; e eles e eu no privado só depois de 40 anos e com 65% do ordenado e com 66 anos e tal. Portanto vais ser muito bem compensada e com classe privilegiada, era melhor pensares positivo.
  • tugatento
    06 jan, 2016 amarante 14:56
    Eles alguma vez iam fazer cumprir a lei com os ricos, aqueles que os puseram lá, com os amigalhaços, cvom os financiadores dos partidos, com os futuros patrões?.Não. O Zé que que seja esmifrado, roubado, sugado até ao tutano para que estes escroques continuem na impunidade total. Vergonha de País que tem gente de tão baixa estatura moral, e tão corrupta a governa-lo.
  • pipa
    06 jan, 2016 lisboa 14:43
    pois é como sempre os pobres e que pagam sempre ladroes
  • Maria
    06 jan, 2016 Porto 14:36
    Acredito. Quando a minha filha andava na escola eu, que fui sozinha a criá-la, metia sempre os papéis para ver se tinha escalão mas nunca teve, sempre tive de pagar os livros , transporte etc, porque sempre fui funcionária pública e nunca pude fugir aos impostos porque os mesmos eram retidos logo na fonte, enquanto a minha filha tinha amigas cujos pais eram empresários de sucesso e na escola tinham escalão A e na faculdade tinham bolsa. Isto é uma injustiça. O governo deveria ver estas situações.
  • Justo
    06 jan, 2016 Leiria 14:11
    São os ricos e os funcionários públicos pagam menos e recebem mais!