A+ / A-

​Dez maneiras de ajudar alguém neste Natal

19 dez, 2015 - 09:00 • Marta Grosso

Não são precisas fortunas, não tem de prescindir de mais do que um café. As possibilidades de dar um novo brilho ao Natal das famílias com menos recursos são variadas e criativas.
A+ / A-

#EuOfereçoSorrisos

A Imaginarium quer doar até 4 mil brinquedos este Natal em todo o país a crianças que não dispõem de recursos suficientes ou que se encontram em situações especiais.

Para tal, basta comprar um brinquedo com 50% de desconto e a Imaginarium assume a outra metade. Os brinquedos são entregues directamente às ONG com as quais a Imaginarium colabora, para que os façam chegar aos seus destinatários.

As instituições associadas a esta iniciativa são as Aldeias SOS, a Cruz Vermelha Portuguesa e a Ajuda de Berço.

Anjinhos de Natal

As famílias carenciadas sem possibilidades de dar uma prenda aos seus filhos podem contar com Exército de Salvação. Através de várias entidades privadas e públicas, são angariados presentes para entregar a essas famílias e proporcionar aos pais a possibilidade de darem uma prenda directamente às crianças.

Os destinatários desta ajuda são famílias com filhos entre os zero e os 12 anos. Saiba mais aqui.

“Love in a Box”

Compra-se uma caixa numa loja Zippy por um euro ou 1,5 euros. Por cada caixa vendida, 0,50 euros revertem para a Cruz Vermelha Portuguesa. O valor angariado será convertido em diversos artigos de puericultura – carrinhos, alcofas, berços, parques e cadeiras de refeição, chupetas ou biberões.

Mas pode ir mais longe na sua ajuda e estimular, ao mesmo tempo, o sentido de solidariedade dos mais novos. Peça-lhes para colocar um brinquedo, uma peça de roupa ou um produto de puericultura numa caixa e entregue esse “presente” numa loja Zippy. A Cruz Vermelha encarrega-se de o fazer chegar a uma criança carenciada.

Peluches para a Educação

Por cada peluche vendido, a IKEA Foundation doa 1 euro para financiar projectos educativos em todo o mundo, incluindo os da Cruz Vermelha Portuguesa e da UNICEF. De 1 de Novembro a 27 de Dezembro de 2015.

“Dar é calçar”

O objectivo é calçar pessoas sem-abrigo. O grupo Sneakers Love Portugal e a Comunidade Vida e Paz convidam os portugueses a deixar as sapatilhas que já não usam nas várias caixas de sapatos que vão estar espalhadas por diferentes pontos de Lisboa e Porto, entre 25 de Novembro e 31 de Dezembro.

As sapatilhas podem ser entregues na Comunidade Vida e Paz, no Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, na Montra Solidária, no Atrium Saldanha (Lisboa) e no Café Galeria House of Wonders (Cascais). Pode ainda optar por enviá-las através das embalagens solidárias dos CTT. O envio é gratuito.

“Presentes Solidários”

A Fundação Fé e Cooperação (FEC) volta este ano com a campanha “Presentes Solidários”. Através desta iniciativa qualquer pessoa pode adquirir um bem para ajudar quem mais precisa, em nome de outra pessoa. A segunda pessoa receberá um cartão a dizer que foi feita uma oferta em seu nome para a respectiva causa.

Este ano há ofertas para ajudar os refugiados no Iraque, mas também para Moçambique, Angola, Timor-Leste e Guiné, para além de Portugal. Mais informação aqui.

“Mais para todos”

Entre 1 e 24 de Dezembro, ao fazer as compras no Lidl, 0,10€ serão entregues ao Movimento Mais para Todos, para apoiar instituições em todo o país. É garantido o apoio a, pelo menos, um projecto por distrito de Portugal Continental.

É o segundo ano consecutivo desta iniciativa. Em 2014, o Movimento Mais para Todos angariou mais de um milhão de euros, que foram distribuídos por 54 projectos de instituições particulares de solidariedade social (IPSS), beneficiando mais de 16 mil pessoas.

As candidaturas para as IPSS já estão abertas.

Ajudar os cristãos na Terra Santa

Tempos houve em que um em cada cinco palestinianos era cristão, mas com o passar dos anos, e devido ao conflito interminável e o aumento do clima de perseguição aos cristãos por parte de movimentos islâmicos fundamentalistas, esta percentagem tem diminuído drasticamente.

Ainda assim, alguns permanecem e sobretudo na zona de Belém ganham a vida muito à custa do turismo e da venda de artigos de artesanato religioso, esculpido em madeira de oliveira.

À imagem do que se passou noutros anos, este Natal encontram-se em Portugal alguns membros dessa comunidade para vender esses artigos. É uma forma de ajudar directamente os cristãos da Terra Santa a enfrentar as dificuldades diárias e as peças, para além de serem de boa qualidade, são muito bonitas.

Em Lisboa, é possível encontrar estes artigos à entrada da Basílica dos Mártires, no Chiado.

Artigos da Ajuda à Igreja que Sofre

Todos os anos a fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) coloca à venda artigos de Natal, desde livros a velas e postais, angariando assim receitas que ajudam a apoiar os cristãos perseguidos em vários pontos do mundo.

A AIS é uma organização reconhecida pela Igreja Católica que desempenha um trabalho assinalável em várias partes do mundo, com particular destaque, actualmente, para o Médio Oriente, onde não só dá apoio material a refugiados e a comunidades cristãs em situação de dificuldade – nomeadamente na Síria, no Iraque e países vizinhos – como dá também voz a quem está no terreno e apoia organizações cristãs que, por sua vez, acolhem, vestem, alimentam e consolem dezenas de milhares de utentes, de todas as religiões e etnias.

Pode ver o catálogo aqui.

Campanhas Renascença, RFM, Mega Hits e Rádio Sim

Todos os anos, as rádios do Grupo Renascença, Comunicação, Multimédia lançam por altura do Natal uma campanha de solidariedade, com vista a apoiar o trabalho de uma instituição.

Este ano, a Renascença quer ajudar a recuperar vidas e reconstruir famílias. É essa a missão da Associação Vale de Acór – uma instituição da Igreja Católica que trabalha há mais de 20 anos na recuperação de pessoas com dependências.

Para ajudar, dê o seu donativo através do Multibanco, transferência ou depósito bancário.

Multibanco

Entidade: 66 666

Referência: 666 666 666

Conta - Banco Santander Totta: 000340930513020

NIB: 001800034093051302023

IBAN: PT50001800034093051302023

A esta campanha associa-se a Rádio Sim, que vai dar a conhecer melhor a Associação vale de Acór ao longo das próximas semanas.

“Somos Nós” é a campanha de Natal da RFM. O objectivo é ajudar a terminar a construção das salas de actividades da casa “Somos Nós” – um centro de actividades ocupacionais para jovens adultos com deficiência, no Porto.

Hoje, o centro funciona apenas numa pequena sala cedida pela paróquia de Nossa Senhora da Ajuda, na sequência da interrupção das obras da sede, por falta de verba. As salas têm apenas paredes de tijolo e para ficarem prontas falta o reboco e a pintura das paredes, o revestimento do chão, armários, iluminação e aquecimento.

Os ouvintes, e não só, podem ajudar através do multibanco. Em Pagamentos de Serviços/compras, deve preencher a Entidade e Referência com o número 8. O montante fica a cargo de cada um.

Pode ainda depositar o donativo na Conta NATAL RFM:

NIB 001800034093085102061

IBAN PT50001800034093085102061

A rádio mais jovem do grupo – a Mega Hits – associa-se a esta causa.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.