A+ / A-

Paulo Portas anuncia apoio a Marcelo Rebelo Sousa

10 dez, 2015 - 21:19

Líder do CDS elogia a independência da candidatura presidencial do antigo presidente do PSD.
A+ / A-

O presidente do CDS-PP anunciou esta quinta-feira que a direcção do partido vai recomendar ao Conselho Nacional democrata-cristão a adopção da recomendação de voto em Marcelo Rebelo de Sousa nas eleições presidenciais de 24 de Janeiro.

Antes da reunião do órgão máximo entre congressos dos centristas, na sede nacional do CDS-PP, em Lisboa, Paulo Portas louvou a independência da candidatura do antigo presidente do PSD e há muito comentador político.

"A direcção propõe a recomendação de voto para os eleitores da nossa área para contribuírem para a eleição do professor Marcelo Rebelo de Sousa", afirmou o ex-vice-primeiro-ministro.

Destacando que as eleições para o Palácio de Belém partem de um "acto de vontade pessoal e inequívoco por parte dos candidatos que se submetem a sufrágio", o líder centrista defendeu que "as forças democráticas não devem olhar para as presidenciais como uma correia de transmissão dos partidos políticos".

"A forma independente como a candidatura nasceu e a forma abrangente como se tem afirmado distinguem-no de outros candidatos", continuou, ainda sobre Marcelo Rebelo de Sousa, salvaguardando que a recomendação será agora "debatida em Conselho Nacional e os conselheiros votarão como entenderem, em total liberdade".

Portas destacou também que o jurista Marcelo Rebelo de Sousa tem afirmado o "respeito pelo regime semi-presidencial - nem poderes a mais, nem a menos"-, sendo um "defensor das opções europeias e atlânticas de Portugal, acrescentando que já existem um Presidente da Assembleia da República socialista, um Primeiro-Ministro socialista, um Governo socialista e um Presidente da Câmara Municipal de Lisboa socialista e "não há vantagem em acrescentar a esta lista um Presidente da República socialista".

[notícia actualizada às 21h58]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Vera
    11 dez, 2015 Palmela 21:53
    "Muito riso pouco siso" e não fui eu que inventei este provérbio! mas a professora de francês, repetia-o constantemente... Agora a Drª Maria de Belém, vai ser a próxima Presidente da República portuguesa, olá! se vai... ela é que pertence a este tempo, tem ideias mais novas... "ANO NOVO, VIDA NOVA"
  • Inteligente é
    11 dez, 2015 Lx 10:31
    Mas quem é que é este senhor, com uns míseros 11% de votos (CDS) para vir opinar seja o que for? A visibilidade que conseguiu á boleia do PSD, quando fez birra utilizando o famoso "irrevogável", está a acabar... E se o PSD for esperto, livra-se deste irrevogável o quanto antes... e já agora, se utilizar a inteligência, livra-se também de Passos Coelho, com o qual, a médio/ longo prazo, a essência da Direita está seriamente comprometida. Livrem-se dos meninos e das meninas da coligação PSD/CDS, armados em vedetas e em estrelas de Rock and Roll, e tragam de volta os grandes senhores da Direita, discípulos da ideologia social democrata, esquecida e deitada por terra no mandato de Portas e Coelho! Viva a Democracia! Viva Portugal!
  • O apoio
    11 dez, 2015 Pt 09:56
    É irrevogavel?...
  • rosinda
    10 dez, 2015 palmela 22:21
    pensei que paulo portas fosse apoia-se sampaio da novoa o presidente capaz!