A+ / A-

Escândalos à parte, Volkswagen vende mais carros em Portugal

02 dez, 2015 - 07:36

Dados de Novembro mostram um aumento de 7,8% em relação a Outubro, o que representa 1.374 viaturas vendidas, mais 100 do que no mesmo mês do ano passado. VW só fica atrás da Renault.

A+ / A-

A Volkswagen está a vender mais carros em Portugal, mesmo tendo em conta o escândalo da manipulação das emissões poluentes, que começou nos Estados Unidos mas que teve repercussões por todo o mundo.

Em Portugal, dados de Novembro mostram um aumento de 7,8% em relação a Outubro, o que representa 1.374 viaturas vendidas, mais 100 do que no mesmo mês do ano passado.

Já nos Estados Unidos, país onde foi detectada a fraude, as vendas do grupo caíram 24,7% no mês passado, facto que a empresa justifica com a decisão de congelar a venda de alguns modelos em stock e não com uma desconfiança dos consumidores.

Segundo a Associação Automóvel de Portugal (ACAP), as vendas totais de automóveis cresceram 14,6% no mês passado, para 16.845 unidades, ainda que estejam em "desaceleração pelo segundo mês consecutivo face ao crescimento verificado nos últimos meses". Na análise por marcas, a Volkswagen foi a segunda marca com mais vendas em veículos ligeiros, apenas atrás da Renault (1.379).

Analisando por classes, as vendas de ligeiros de passageiros aumentaram 14,8% para 16.369, enquanto o total de pesados melhorou 7,4% para 476.

No acumulado desde o início do ano, entre Janeiro e Novembro, foram vendidos 196.318 veículos automóveis novos, ou seja, mais 25,6% do que em igual período de 2014. Neste período, as vendas de veículos ligeiros de passageiros da Volkswagen aumentaram 24,4% para 15.852 viaturas vendidas.

Emissões fraudulentas: 125.000 carros afectados em Portugal

O grupo Volkswagen está sob escândalo desde Setembro, depois de ter sido ficado a saber que a empresa manipulava as emissões poluentes dos motores dos seus automóveis, atingindo milhões de veículos em todo o mundo.

Os veículos afectados em Portugal pela fraude são 125.491, sendo 102.140 mil das marcas Volkswagen, Audi e Skoda e mais 23.351 da marca Seat.

Apesar disso, no segundo mês depois de ser detectada a fraude, as vendas em Portugal aumentaram em Novembro.

Já nos Estados Unidos, as vendas do grupo caíram 24,7% no mês passado, o que se deveu segundo a empresa ao congelamento da venda de alguns modelos equipados com motores que permitiam falsificar os testes anti-poluição.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.