A+ / A-

O que fazer para ter um filho mais inteligente? Dê-lhe música e tire-lhe o tablet

13 nov, 2015 - 08:58

Segundo a revista “Psiquiatria Molecular”, metade da inteligência dos nossos filhos é fruto da genética e a outra metade depende de uma série de factores, entre os quais a música. E há mais dicas.
A+ / A-

Tire o tablet ao seu filho e dê-lhe uma guitarra é a conclusão geral de um estudo publicado recentemente na revista “Psiquiatria Molecular”, de acordo com o qual as aulas de música potenciam a inteligência das crianças, enquanto a tecnologia apenas fomenta certas capacidades.

De acordo com a investigação do neuropsicólogo Álvaro Bilbao (autor do livro “El cerebro del niño explicado a los padres” – “O cérebro da criança explicado aos pais”, em tradução livre), cerca de 50% da inteligência das crianças é determinada pelos genes. A sua relação com o meio ao longo da vida vai determinar o resto.

“Sem os pais, o potencial intelectual da criança não se desenvolve”, afirma, sublinhando que os primeiros seis anos de vida da criança são especialmente importantes para que o seu cérebro crie ligações neurais relevantes.

Assim, para ter um filho inteligente deve dar-lhe amor, cuidar dele e partilhar a sua vida com ele, reforçando condutas positivas, o apoio e as brincadeiras, deixar que se enganem, que socializem e que falem dos problemas, destaca o especialista.

Outras maneiras de desenvolver a inteligência

O jornal espanhol “El País” refere que vários estudos sugerem outras maneiras eficazes de estimular e desenvolver a inteligência da criança. Tais como:

- Inscrever a criança em actividades artísticas, como música e teatro;

- Não deixar a criança ver televisão até aos dois anos de idade;

- Promover o entretenimento cerebral para melhorar a memória a curto prazo (sejam jogos de memória, puzzles ou actividades criativas);

- Não deixar a criança mexer em dispositivos tecnológicos até aos três anos de idade;

- Ver filmes em inglês com a criança (ou noutra língua estrangeira) para que se familiarize com uma nova língua;

- Promover a leitura nocturna. Leia uma história com a criança antes de ela ir dormir, pois vai melhorar a suas capacidades e estratégias de aprendizagem, bem como a criatividade.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Alberto
    17 nov, 2017 porto 13:38
    Isto só pode ser gozo...nao se cuidem que não é preciso...
  • Alberto
    17 nov, 2017 porto 13:38
    Isto só pode ser gozo...nao se cuidem que não é preciso...
  • Alberto
    17 nov, 2017 porto 13:38
    Isto só pode ser gozo...nao se cuidem que não é preciso...
  • Cleide Falanque
    17 dez, 2016 São Paulo SP 02:25
    Gostei da reportagem. Trabalho com educação e tenho interesse em receber textos de bons educadores.
  • Maria Mota Matos Par
    14 jan, 2016 Salvador Bahia 23:56
    É Verdade a inteligência da Criança já nasce com a genética dos pais e a outra já vem com ela como a Indoli boa ou ruim meu filho mesmi toca violão cavaquinho percussão pois puxou a mim que eu toco violão de ouvido teclado e já toquei cavaquinho com 7anos de idade auto de data então meu filho puxou a mim nunca aprendeu com ninguém agradeço por ter participado desse assunto e ajudado um pouco dessa pesquisa. Abraço a todos.
  • Bruno
    13 jan, 2016 Vilarinho 13:56
    Estou completamente de acordo, mas é de salientar que os pais têm muita culpa no que toca ao facto de as crianças actualmente serem muito dadas aos tablets. Devem pois, seguir estes conselhos!
  • helena trigueiros
    26 nov, 2015 barcelos 22:57
    Atenção a isto
  • maria antonia gomes
    23 nov, 2015 COIMBRA 12:18
    Graças a Deus que mas alguém pensa como eu. Eu já me sentia a bradar no deserto. ACORDEM PAIS E OLHEM PARA OS VOSSOS FILHOS QUE MAIS PARECEM ZOMBIES
  • Manoel Marques
    21 nov, 2015 Uberaba Minas Gerais Brasil 21:43
    Estou de pleno acordo com tudo o que aqui foi dito, endosso todas palavras colocadas, na verdade os pais procuram um status e presenteiam os filhos com tablet, celulares e outras parafernália que só levam as crianças a uma confusão mental muito grande.
  • Domingos Santos Cost
    20 nov, 2015 Moita 20:26
    Todos nós temos a nossa maneira de educar os nossos filhos que achamos ser a melhor.No entanto o amor que temos por eles muitas vezes resvala numa educação menos correta e isso acontece cada vez com mais frequência o que não é bom para eles nem para nós