RR
|
A+ / A-

​Diário do Sínodo (8/10/2015)

08 out, 2015 - 20:56

Três visões de três continentes marcaram as declarações desta quinta-feira no sínodo dos bispos para a família, que decorre no Vaticano.

A+ / A-
Diário do Sínodo (8/10/2015)
Diário do Sínodo (8/10/2015)
Diário do Sínodo (8/10/2015)

Um cardeal europeu, um arcebispo africano e um patriarca do Médio Oriente deram esta quinta-feira o seu testemunho do andamento dos trabalhos do sínodo dos bispos sobre a família, que decorre no Vaticano.

O cardeal italiano Edoardo Menichelli, arcebispo de Ancona, descreveu aos jornalistas a forma como decorrem as reuniões. Valorizou o espírito aberto, de diálogo tranquilo, sem protagonismos pessoais, apesar das diferenças de opiniões.

Já o arcebispo ganês Charles Palmer-Buckle disse que os africanos não estão no sínodo como força de bloqueio. Lamenta que a comunicação social ocidental não divulgue as boas iniciativas que saem de África.

Também presente na conferência de imprensa estava o patriarca de Antioquia Inácio José Younan, da Igreja Católica Siríaca, que tem a sua sede no Líbano e que disse que os média ocidentais é que enfatizam os temas mais ocidentais, descurando os que abrangem mais a Igreja Universal. O patriarca, que é sírio, lamentou ainda a perseguição dos cristãos no Médio Oriente, dizendo que estes se sentem “esquecidos e traídos” pelo Ocidente.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.