A+ / A-

Costa não viabiliza orçamento se a coligação ganhar as eleições

18 set, 2015 - 18:45

“A última coisa que fazia sentido é que o voto no PS, que é um voto de pessoas que querem mudar de política, servisse depois para manter esta política”, diz o líder do PS.
A+ / A-

O secretário-geral do PS, António Costa, afirmou que não viabilizará o Orçamento do Estado (OE) para 2016 caso a coligação Portugal à Frente (PaF) ganhe as eleições legislativas de 4 de Outubro.

Em entrevista à Antena 1, António Costa diz que os votos no PS não servirão para manter a política do actual Governo.

“A última coisa que fazia sentido é que o voto no PS, que é um voto de pessoas que querem mudar de política, servisse depois para manter esta política”, disse Costa.

“É evidente que não viabilizaremos, nem há acordo possível entre o PS e a coligação de direita”, disse António Costa.

Em campanha no Seixal, António Costa garantiu esta sexta-feira que, caso seja eleito primeiro-ministro, vai revogar a mais recente legislação sobre o aborto, que equipara a prática a um acto médico sujeito a pagamento de taxas moderadoras.


legislativas 2019 promosite
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Fernando Silva
    20 set, 2015 Setúbal 22:14
    Sim Senhor! Grande patriota.E nestas pequenas,mas grandes causas para Portugal e seu Povo,que se vê o carácter deste personagem.Depois de uma afirmação destas COELHO faz a diferença.Ofereceu-se para debater com COSTA o caso da Seg.Social,COSTA recusou. Agora disse que viabilizava um orçamento do PS (se estes ganhassem as eleições)afinal que quer COSTA e seu PS? Pelos vistos só tachos para eles e seus apaniguados do PS e poderem sacar até a teta secar novamente.Só assim se compreende tal atitude.Eu não vou dizer como alguns dizem já não voto no COSTA porque nunca votei PS,porque sempre tive a convicção que a maior máfia politica está neste partido.Não quer dizer que nos outros não haja,mas neste é demais e descaradamente.Por isso penso que os Portugueses devem reflectir muito sobre o carácter e a vontade deste COSTA do PS pensar primeiro em PORTUGAL e nos PORTUGUESES.Eu como disse nunca votei,nem votarei neles,vivi a revolução intensamente e vi onda a maior cobardia ,assalto ao poder em toda a linha estava. O PCP fazia a guerra e o PS tomava conta dos cofres,para sacar o que mais podia na confusão.Falo com conhecimento do que me apercebi.Por isso a razão de nunca ter confiado no PS e muito menos neste de COSTA. Houve um homem que ainda me impressionou foi SEGURO ,mas COSTA e seus seguidores e professores cercaram o homem e correram com ele.A máfia em movimento.Seguro não lhes dava o que queriam.Em pouco tempo o puseram na rua.Este COSTA é do pior e não me engana.
  • Azedo
    19 set, 2015 cascais 11:55
    E são eles democráticos e falam de Abril ..........acho que vou votar na Coligação
  • Ana Paula Cabrita
    19 set, 2015 Aljezur 11:11
    Sou insuspeita por nunca ter votado na minha vida, exactamente por não acreditar em "democracias representativas". Porém, dentro da minha imparcialidade e senso comum vislumbro que Costa/PS não quer resolver o problema do país ao ameaçar "que nunca viabilizará o Orçamento do Estado (OE) para 2016 caso a coligação Portugal à Frente (PaF) ganhe as eleições legislativas de 4 de Outubro". Chama-se a isto patriotismo ou querer o poder para futuras negociatas?
  • julio
    19 set, 2015 vila verde 05:59
    Este senhor disse que o ex governo da grecia era modelo para Portugal .Cuidado com com o bixo ele utilisa as mesmas aldrabices do chipaso resoltado serà igual
  • JC
    19 set, 2015 Nazaré 00:07
    Faz ele muito bem.
  • carlos
    18 set, 2015 lisboa 23:58
    "O secretário-geral do PS, António Costa, afirmou que não viabilizará o Orçamento do Estado (OE) para 2016 caso a coligação Portugal à Frente (PaF) ganhe as eleições legislativas de 4 de Outubro." Quando uma pessoa diz não a uma criança, ela faz birras. Este é igual...
  • Paulo
    18 set, 2015 Porto 23:52
    E vamos tentar imaginar o seguinte : O PS ganha as eleições , e o PSD não viabiliza o orçamento . Vai ser feito um orçamento com as exigências do BE ou PCP ??? Estes políticos deviam abandonar as traquinices e começarem a preocupar-se com o BEM dos PORTUGESES
  • 18 set, 2015 23:25
    É uma vergonha que a comunicação social se preste a este papel de fomentar de forma repugnante uma falsa bipolarização da vida nacional, como se não houvesse mais forças políticas e propostas. Quer Costa quer Coelho e Portas servem do mesmo modo os donos dos grandes interesses. Essa é que é a razão de fundo.
  • Manuel Marques
    18 set, 2015 Lisboa 22:47
    A isto chamo falar claro! Passos disse que foi apanhado de surpresa e que não falaram com ele quando da elaboração do PEC IV que a União Europeia aprovou e qua os partidos da Coligação, o PC e o Bloco chumbaram na Assembleia. Se o não tivessem feito, talvez a Troica não viesse. Passos, mentiroso, teve que confessar depois que Sócrates lhe tinha falado sobre o PEC pelo telefone. Mentiroso profissional, mente bem e consegue enganar muitas pessoas mas, desta vez, mentiu mal. Pois, teve que dizer que tinham tido uma reunião de uma hora. Com mentirosos e com partidos sem o conveniente discernimento político, como o PC, o que pode fazer um governo de direita que todos condenam sem a maioria absoluta? Abrir o caminho para novas eleições será a solução. Portanto acho que o PS faz muito bem em não viabilizar um orçamento da direita parlamentar, que será uma nova mentira, nem ficar dependente do falso apoio de quem acha que a esquerda só está no governo com eles: eles, PC e Bloco. E que não hesitam em demitir um Governo do PS.
  • Prestes
    18 set, 2015 Alfandega da Fé 22:27
    Acho bem. Se o povo quizer (e sinceramente não acredito) o Paf , então sofra - lhe as consequências por inteiro. Possivelmente com o "colinho" do PC e do BE, nas nunca do PS