|

 Confirmados

 Suspeitos

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Passos escreveu a Sócrates a prometer apoio a vinda da troika

16 set, 2015 - 01:22

Numa missiva datada de Março de 2011, o então líder da oposição prometeu apoiar um pedido de resgate.

A+ / A-

A edição desta quarta-feira do jornal "Público" revela uma carta enviada, em 2011, por Pedro Passos Coelho ao então primeiro-ministro José Sócrates a prometer o apoio do PSD a um eventual pedido de ajuda à troika, que haveria de acontecer dias depois.

“Entendo ser meu dever levar ao seu conhecimento que, se essa vier a ser a decisão do Governo, o Partido Social Democrata não deixará de apoiar o recurso aos mecanismos financeiros externos, nomeadamente em matéria de facilidade de crédito para apoio à balança de pagamentos”, escreveu Passos Coelho na missiva agora publicada.

A carta de sete parágrafos é datada de 31 de Março de 2011. José Sócrates haveria de pedir a ajuda internacional poucos dias depois, a 6 de Abril, e apresentar a demissão do cargo de primeiro-ministro.

Passos Coelho começa, em tom “profundamente preocupado”, por dizer que ficou a saber, pelo governador do Banco de Portugal, que o sistema financeiro nacional “não se encontra, por si só, em condições de garantir o apoio necessário para que o Estado português assegure as suas responsabilidades externas em matéria de pagamentos nos meses mais imediatos”

Algumas linhas mais à frente, o então líder da oposição alerta para as “gravíssimas consequências” de um incumprimento e defende que o Governo deveria tomar as “medidas indispensáveis para evitar tal risco”, dando luz verde à vinda da troika.

Passos Coelho viria a manifestar publicamente esta posição dias depois. A 2 de Abril de 2011, declarou que, que, sendo eleito primeiro-ministro, caso o país precise de ajuda externa não hesitaria “um segundo”, considerando que “não se deixa um país a correr riscos que são desnecessários”.

A carta de Pedro Passos Coelho a José Sócrates é divulgada na contagem decrescente para as eleições legislativas de 4 de Outubro.

O plano de resgate da troika foi um dos temas que marcou o último debate televisivo de Passos Coelho com o líder socialista, António Costa.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • AP
    17 set, 2015 Portugal 10:40
    VICTOR de 16 SET, 2015 LISBOA 13:32 Tem o meu apoio incondicional!
  • AP
    17 set, 2015 Portugal 10:37
    Já todos sabemos que no dia em que um político nos diga a verdade erradica-se a pobreza e a fome no mundo. E podemos trazer ao público sejam quais forem as provas provadas, carimbadas assinadas, com impressão digital, filmadas e publicadas e em jornais e youtubes, que os artistas dão sempre a volta apontando o dedo a outros. A aponta a B, B aponta a C, C aponta a D e D aponta... à população, que é quem vai pagar. Dessa população 80% fica realmente chateada. Os restantes 20%, que são os que andam debaixo da mesa a esgadanharem-se todos assim que cai uma migalhita no chão, esses apoiam o seu amo preferido e adorado e que faz parte do pequeno grupo sentado a comer os frutos do saque à mesa.
  • Pedro Andrade
    16 set, 2015 Braga 23:17
    O PS governa irresponsavelmente durante seis anos, faz disparar a dívida pública de 65% para 100% do PIB, permite que o défice anual do estado chegue quase aos 20.000.000.000 com gastos desvairados, permite o aumento contínuo do desemprego durante a sua governação, não consegue mais do que uma média de crescimento anémico de 1% por ano que não cobre a inflação, deixa o estado acorrentado a PPPs ruinosas durante 30 anos, deixa os ratings de Portugal em LIXO e as taxas de juro da dívida soberana em valores proibitivos... e agora a culpa é do PSD, que nunca lhes boicotou a governação até já não haver remédio? O PEC4 não faria baixar as taxas de juro, logo não evitaria o pedido de ajuda externa. O PEC4 não faria chover dinheiro imediatamente para tapar o défice, logo não evitaria o pedido de ajuda externa. A troika não é o diabo. A troika é o pedido de ajuda externa. Antes do PEC4 já o ministro das finanças tentava convencer o Sócrates que era necessário pedir ajuda externa. E a culpa é do PSD? Só podem estar a gozar.
  • António Tomás
    16 set, 2015 Pinhal Novo 19:50
    O empréstimo contraído por Portugal? só beneficiou a banca, os grandes investidores, e o pequeno mais pequeno ficou, por isso o arrastar da crise por tempo que ninguém sabe ao certo quanto durará, mas podem questionar: Se o pequeno mais pequeno ficou como podem os investidores portugueses terem ganhos? pelo simples facto de investirem não só a nível nacional mas a nível internacional, mas quem está a pagar a crise? não tenham duvidas algumas que não são todos os Portugueses, são alguns.
  • António Tomás
    16 set, 2015 Pinhal Novo 19:41
    Pois . . . não era de esperar outra atitude de Passos Coelho, pois sabia-lhe bem a ele claro quando ganha-se as eleições ter fundo de maneio, mas não vejo qualquer surpresa com esta noticia, apareceu foi uma pergunta do dia no sapo, que perguntava quem tinha ganho com a vinda da troika? se o PS? se o PSD? e não interessa este assunto havendo outros mais importantes, finalizando com os sem opinião sobre o assunto, uma coisa é certa, o povo, a população não foi vencedora, esta é uma certeza, e outra certeza é que quem ganha dos dois partidos PS ou PSD? ganham os dois, porque são eles que são eleitos governo, a disputa é sempre entre eles os dois, os partidos mais pequenos? andam lá por andar. Agora uma coisa é certa também serão os Portugueses os culpados da vinda da troika? alguns comentaristas dizem que nos devemos deixar de culpar só o Governo, a pergunta que faço é: O dinheiro que veio pela troika foi entregue a quem? aos portugueses ou ao Governo? e depois não me deram nada, o dinheiro que veio para Portugal temos que o pagar e pagar com juros, logo não me deram nada, só tiraram, primeiro: tenho que arranjar o dinheiro que nos emprestaram, logo o dinheiro em circulação passa a ser o mesmo que tinha-mos anteriormente, o aumento de capital é provisório porque tem que ser devolvido, em segundo: tenho que arranjar mais dinheiro além daquele que foi emprestado para pagar os juros, logo tive cortes no salário com uma taxa, o empréstimo contraído por Portugal de nada valeu.
  • carlos
    16 set, 2015 lisboa 14:47
    Eu já ouvi o que a carta dizia, não vejo nada de especial na carta. O que vejo é que socrates e tsipras são idênticos: quando é para assumir responsabilidades das asneiras que fizeram, demitem-se e passam culpa para outros. Quanto ânsia de chegar ao poder do psd e pp, é a mesma que o ps hoje assume. Mas alguém acredita que tudo aquilo que hoje o Costa promete vai ser cumprido, pode esquecer, portugal não tem capacidade econômica e financeira para cumprir nem metade dessas promessas. Caso queira arriscar, como aconteceu com Tsipas, o 2 resgate é completamente certo. O que precisamos é de um governo que não se ponha a inventar nos próximos anos e que deixem os portugueses continuar a assumir a economia. Esta última foi a unica coisa que troika nos deixou de bem. Temos de deixar de ser tão dependentes das gestão dos governos, o país é nosso. Não vale a pena falar das 300 mil pessoas que saíram, parece que nos esquecemos dos mais de 5 milhões de portugueses que estão lá fora. Isto só demonstra que a ferida já existia, a crise só abriu mais. Temos de ser nos a curar esta ferida, deixem-se de culpar só os governos. Mas entre trapalhadas e asneiras desde governo e este ps defendido por costa, custou-me muito erguer não estou com vontade de o voltar fazer.
  • Não sei como o Sr.Coelho ainda tem dentes ,tantas são as mentiras .
    16 set, 2015 14:46
  • 16 set, 2015 14:29
    Todos sabemos que a troika veio na sequência da ansia do poder, recusando o actual ministro acordar o último pacote de austeridade proposto pela CEE/ José Sócrates. Aliás, só ganhou as eleições porque enganou os portugueses, quem quis acreditar nele, fazendo crer que estando contra , não iria aumentar o nível de austeridade já de si severo, quando na realidade não só o aumentou como abusou, cortando logo de seguida o subsídio de natal, justificando o que até à data não está justificado. Sem ter feito qualquer tipo de investimento, aumentou a divida pública.. Promoveu o desemprego.Suspendeu as reformas e fez sair a verba que seria das reformas pelo fundo de desemprego. A educação é tabu neste momento. Turmas com trinta alunos! A doença é para chegar agora e tratar depois. Quando uma consulta de dermatologia tem uma lista de espera de sete meses. Não entendo como agora todos estão esquecidos das notícias publicadas em todos os jornais, rádio, televisão, redes sociais, conversas de café etc. Etc. Ninguém sabe quem chamou a troika. Será que fui eu e não me lembro? Na certeza, este ano, vou votar na dúvida. A esses ainda lhes posso dar o benefício.
  • 16 set, 2015 13:37
    Todos sabemos que a troika veio na sequência da ansia do poder, recusando o actual ministro acordar o último pacote de austeridade proposto pela CEE/ José Sócrates. Aliás, só ganhou as eleições porque enganou os portugueses, quem quis acreditar nele, fazendo crer que estando contra , não iria aumentar o nível de austeridade já de si severo, quando na realidade não só o aumentou como abusou, cortando logo de seguida o subsídio de natal, justificando o que até à data não está justificado. Sem ter feito qualquer tipo de investimento, aumentou a divida pública.. Promoveu o desemprego.Suspendeu as reformas e fez sair a verba que seria das reformas pelo fundo de desemprego. A educação é tabu neste momento. Turmas com trinta alunos! A doença é para chegar agora e tratar depois. Quando uma consulta de dermatologia tem uma lista de espera de sete meses. Não entendo como agora todos estão esquecidos das notícias publicadas em todos os jornais, rádio, televisão, redes sociais, conversas de café etc. Etc. Ninguém sabe quem chamou a troika. Será que fui eu e não me lembro? Na certeza, este ano, vou votar na dúvida. A esses ainda lhes posso dar o benefício.
  • victor
    16 set, 2015 lISBOA 13:32
    Isto parece uma comédia em que a vitima é o POVO, verificamos determinados comentários a defenderem as práticas politicas deste governo ou do anterior, mas não vemos a defesa do povo português, porque o interesse envolvido por certo comentadores são sempre virados para a defesa dos partidos a que pertencem. Foi o Sócrates ou o Passo Coelho ou o José da taberna o importante nesta altura é correr com quem destruiu o pais e neste caso este Governo tem grandes culpas porque não teve a capacidade de inverter a situação. Estamos mais pobres as dividas do país aumentaram o emprego é precário, a saúde está pelas ruas da amargura a justiça é tudo menos justiça etc.. QUEM VEM DEFENDER PORTUGAL ONDE SE ENCONTRAM HOMENS HONRADOS E CAPAZES? - MAIS DE 300.000 PORTUGUESES EMIGRARAM NOS ÚLTIMOS ANOS QUEM FORAM OS INCAPAZES OU OS COMPETENTES, DE CERTO É ALEGRIA PARA OS OUTROS PAÍSES QUE ABRAÇARAM ESTA LOUCURA DE POLÍTICOS DE TACHO NA MÃO..