A+ / A-

Standard & Poor's subiu de "estável" para "positiva" perspetiva do rating da dívida pública

14 set, 2018 - 21:52

A agência foi a segunda, das três grandes, a retirar Portugal da categoria de investimento especulativo.
A+ / A-

A Standard & Poor's subiu de "estável" para "positiva" a perspetiva do 'rating' (notação) da dívida pública portuguesa e manteve a nota em BBB-, anunciou a agência em comunicado.

"Esperamos que a economia portuguesa cresça perto de 2% por ano até 2021, com o défice orçamental a melhorar até 0,4% do Produto Interno Bruto [PIB] em 2020, de 0,7% este ano", afirma a agência S&P.

A agência foi a segunda, das três grandes, a retirar Portugal da categoria de investimento especulativo, em setembro do ano passado, para o patamar onde está agora.

O Ministério das Finanças já reagiu. Em comunicado diz que esta atualização “traduz o compromisso do Governo de prosseguir uma gestão criteriosa das contas públicas e de continuar a promover um crescimento económico sustentável inclusivo, com aumento do emprego e redução das desigualdades”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Las Vegas
    15 set, 2018 lisboa 14:49
    Para crescimento económico sustentável seria preciso outra politica fiscal,outras liberdades,direito pleno á propriedade privada,atraçao de investimento produtivo exportável de triliões,condiçoes para florescerem grandes empresas,desmarxilizar as universidades para permitir diálogo entre empresas e ciência,ter apoios universais-ensino,infantarios de valor acrescido,aeroportos proximos,saude sem atrasos etc para os quadros técnicos e famílias que venham de fora etc. e restantes operacionais .O marxismo continua a ser um fator de não crescimento no MUNDO,Venezuela,Cuba,Coreia Norte etcQuem quer emigrar para estes países,nas condições atuais.