A+ / A-

​Detidos elementos de grupo criminoso que espalhou o terror na região Centro

12 set, 2018 - 18:15

Cinco elementos são suspeitos da prática de crimes de roubo, sequestro e homicídio.
A+ / A-

Quatro homens foram detidos pela Polícia Judiciária (PJ) por presumível prática de crimes de roubo, sequestro e homicídio, ocorridos desde fevereiro nos concelhos de Leiria, Marinha Grande, Pombal, Figueira da Foz e Coimbra.

Fonte da diretoria do Centro da PJ adiantou à agência Lusa que foi ainda detido, em flagrante delito, um quinto elemento suspeito de integrar o mesmo grupo.

Segundo a mesma fonte, o grupo é suspeito de ter agredido violentamente uma mulher de 85 anos durante um assalto, na sua própria casa, numa aldeia próximo de Pombal, que veio a falecer devido aos ferimentos provocados.

"Os elementos do grupo atuavam encapuçados e, por meio de arrombamento de portas ou janelas, usando armas brancas e bastões, penetravam em casas isoladas, habitadas por pessoas idosas, que eram surpreendidas durante a noite, sendo agredidas de forma gratuita e com extrema violência e depois amarradas", refere.

Noutro dos casos, ocorrido em junho, em Vila Verde, no concelho da Figueira da Foz, "os assaltantes agrediram e torturaram uma das vítimas, durante mais de uma hora e meia, sendo que, dada a gravidade das lesões sofridas, com fratura de crânio e de três costelas, ainda se encontra internada num centro hospitalar sem falar".

Os suspeitos foram detidos na terça-feira durante a "Operação Sénior", que abrangeu diversos locais da faixa litoral, entre as cidades da Figueira da Foz e a Marinha Grande.

Na ação policial, foram encontrados e apreendidos vários objetos e documentos correlacionados com os crimes praticados, refere fonte da PJ, acrescentando que, nesta investigação, o grupo está referenciado por 19 assaltos.

Os detidos, com idades compreendidas entre 22 e os 28 anos, alguns com antecedentes criminais, vão ser presentes às autoridades judiciárias da Comarca de Leiria na tarde de hoje para aplicação das medidas de coação.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.