A+ / A-

Medicamento para tratar Parkinson está em falta nas farmácias

12 set, 2018 - 14:51

O alerta chega do Infarmed, que garante estar em busca de alternativas.
A+ / A-

Há uma rutura no "stock" de Sinemet, medicamento para tratar a doença de Parkinson. Em comunicado divulgado nesta quarta-feira, a Autoridade Nacional do Medicamento (Infarmed) revela que o problema está relacionado com um problema no local de fabrico.

Segundo o Infarmed, a rutura “foi identificada em 45 países, incluindo Estados Unidos da América e Canadá”, e o organismo está a procurar alternativas ao fármaco.

O Infarmed diz ainda ser expectável que existam em Portugal embalagens suficientes de Sinemet em stock para abastecer o mercado até ao final de outubro.

É, contudo, importante que farmácias e distribuidores “façam uma gestão criteriosa dos stocks disponíveis”, apela.

No âmbito das suas competências, o Infarmed convocou as empresas com medicamentos destinados ao tratamento da doença de Parkinson para uma reunião na sexta-feira.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • 13 set, 2018 12:08
    Se alguns estao em fatima com doenca de parkinson nao ha medicamentos!