A+ / A-
Benfica

​Adidas e Sagres não comentam processo "e-toupeira"

07 set, 2018 - 17:04

Contactada pela Renascença, a marca Adidas, que mantém uma parceria de longa data com o Benfica, justifica a posição com o facto do processo judicial estar em curso.
A+ / A-

A Adidas e a Sagres, dois dos principais parceiros comerciais do Benfica, não comentam os mais recentes desenvolvimentos do processo "e-toupeira", em que a SAD do clube encarnado e o seu assessor jurídico estão acusados.

Contactada pela Renascença, a marca de equipamentos desportivos Adidas, que mantém uma parceria de longa data com o clube da Luz, justifica a posição com o facto do processo judicial estar em curso.

A SAD do Benfica e o director jurídico, Paulo Gonçalves, foram acusados de corrupção e violação do segredo de justiça (entre outros crimes), num processo envolvendo ainda dois funcionários judiciais.

Fonte da Adidas acrescenta que a marca se rege por padrões de respeito e boa conduta na sua actividade e sublinha que, esperando o mesmo dos seus parceiros, não poderá pronunciar-se sobre o caso.

A Central de Cervejas, detentora da Sagres, também não comenta o caso de corrupção em que está envolvida a SAD encarnada e o seu assessor jurídico Paulo Gonçalves.

A propósito dos recentes desenvolvimentos do processo "e-toupeira", a Renascença solicitou igualmente comentários de outros parceiros e patrocinadores relevantes do Benfica (Emirates e Caixa Geral de Depósitos), mas ainda não obteve resposta.

Recentemente, a imprensa desportiva garantiu que não estão em causa, por enquanto, as parcerias existentes entre essas empresas e o clube da Luz, mas fez eco de um quadro de apreensão entre os dirigentes encarnados. Ainda de acordo com a imprensa especializada, para além da defesa judicial, os dirigentes encarnados olham como prioritário atenuar os danos junto dos parceiros comerciais, reconhecendo a preponderância de manter os patrocinadores do seu lado para a sustentabilidade da instituição.

[notícia atualizada às 19h47 - com a reação da Central de Cervejas]

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.