A+ / A-
Sporting

Bruno de Carvalho desiste de providência cautelar e avança para impugnação das eleições

03 set, 2018 - 15:21

Ex-presidente dos leões desiste da providência cautelar que pretendia anular a suspensão de sócio, e admite que vai impugnar as eleições do próximo sábado, dia 8 de setembro.
A+ / A-

Bruno de Carvalho desiste da providência cautelar que pretendia anular a suspensão de sócio, para que o presidente destituído pudesse ser candidato nas eleições do próximo dia 8 de setembro.

A confirmação veio de Jaime Marta Soares, presidente da Mesa da Assembleia Geral, em declarações à agência Lusa, que admitiu a "existência de outras ações judiciais do antigo presidente do Sporting".

"Os Juristas da equipa de Bruno de Carvalho confirmam que, atendendo à delonga do agendamento para a oposição numa das Providências Cautelares em curso, e assim, constatando a impossibilidade práctica de uma decisão em tempo útil naquele dossier, decidiram privilegiar outros meios contenciosos".

Ainda assim, os advogados de Bruno de Carvalho admitem que o ex-presidente "não desiste nem desistirá de repor a justiça", e que vão aguardar "as Decisões Judiciais de pronúncia da invalidade da suspensão, das comissões e das próprias eleições".

Bruno de Carvalho já se pronunciou nas redes sociais e admite que vai avançar para a impugnação das eleições do próximo sábado, dia 8 de setembro.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.