A+ / A-
Sporting

​Pires de Lima defende continuidade de Peseiro e não exige título de campeão

31 ago, 2018 - 12:45

Apoiante de Frederico Varandas faz balanço "muito positivo" do arranque de época da equipa de futebol. Pires de Lima defende "estabilidade e confiança" para o treinador.
A+ / A-

Frederico Varandas já anunciou que, sempre e quando seja eleito presidente do Sporting a 8 de setembro, manterá José Peseiro no comando técnico da equipa principal de futebol.

E António Pires de Lima concorda em absoluto. O Ministro da Economia do Governo de Passos Coelho e conhecido sócio leonino considera fulcral que se dê "estabilidade e confiança" à equipa técnica. Até pelo cenário adverso que o plantel às ordens de Peseiro tem vindo a sentir.

"Esta não é a hora para mudarmos no que diz respeito à equipa técnica. É preciso dar estabilidade e confiança à equipa técnica, reforçar a equipa de futebol", refere, num exclusivo-rádio a Bola Branca.

"Não podemos exigir o título mas há essa esperança"

"Perantes estas dificuldades todas", a realidade é que Pires de Lima faz um baçanço "muito positivo" da caminhada do Sporting na Primeira Liga, até este momento.

Três jogos, duas vitórias e um empate saboroso, por todos os motivos, no dérbi com o Benfica, deixam o empresário confiante numa época para a qual não é realista exigir o título de campeão. Mas a esperança, essa, é a última a morrer.

"Vamos agora ter um quarto jogo. Espero que consigamos ganhar ao Feirense, em casa [sábado, 21h00, quarta jornada do campeonato]. Depois, teremos dois fins-de-semana de intervalo e, a partir da quinta jornada, a equipa pode estar muito próximo da sua força principal. Olho para a época com confiança e com esperança. Acho que não podemos exigir o título à equipa mas podemos viver com essa esperança", sustenta, deixando ainda uma mensagem de agradecimento pela comissão de serviços de Sousa Cintra na presidência interina da SAD.

"A equipa está a procurar reforçar-se e é preciso saúdar e agradecer o trabalho que Sousa Cintra está a fazer", conclui.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.