A+ / A-
Pedro Moreira

Processo de Marega foi gerido "à Porto"

24 ago, 2018 - 12:44

Pedro Moreira, médio que teve três anos de ligação aos dragões, defende que reintegração do maliano é uma excelente notícia. Com a recuperação de Danilo, meio-campo dos campeões nacionais não precisa de mais ninguém, defende o antigo capitão da equipa B do Porto.
A+ / A-

Pedro Moreira teve três anos de contrato com o FC Porto, sabe como o clube funciona e por isso não estranha a forma como decorreu o processo a Marega. O maliano foi afastado do grupo, depois de ter tentado forçar a saída para Inglaterra e de Sérgio Conceição não ter gostado da sua aplicação, ou falta dela, nos treinos. Após 19 dias a trabalhar sozinho, e depois de se ter desculpado, o jogador foi reintegrado.

"O Porto funciona assim e eu vi isso quando estava lá. O que se passa dentro do Porto fica dentro do Porto e as coisas resolvem-se lá dentro. O Porto tenta sempre resolver as coisas da melhor maneira, para nem jogador, nem clube, ficarem mal", anota o antigo capitão da equipa B dos dragões, em entrevista à Renascença.

Com o assunto resolvido, Marega volta aos treinos e Pedro Moreira diz que "é uma excelente notícia para o Porto". "Ele é uma mais-valia para qualquer equipa do mundo", defende o médio, que deixou o Rio Ave esta época, após quatro temporadas em Vila do Conde.

Regresso de Danilo fecha meio-campo

Na sua passagem pelo FC Porto, Pedro Moreira jogou com Herrera e Sérgio Oliveira, médios que permanecem no clube e que ele admira. Olhando para as opções que Sérgio Conceição tem ao seu dispor, contando com a recuperação de Danilo, o setor fica fechado.

"Com a reintegração de Danilo, o Porto fica com um meio-campo fortíssimo, o meio-campo campeão. Além das opções titulares, o Porto ainda tem o Óliver Torres, que é um jogador que admiro muito. Se o Óliver não joga é porque os outros têm de jogar bastante", avalia Pedro Moreira.

O médio, de 29 anos, esteve ligado ao FC Porto, entre 2012 e 2015. Foi capitão da equipa B e no último ano de contrato foi cedido ao Rio Ave, clube que acabaria por representar por mais três temporadas. O jogador recusou a proposta para renovar com o clube de Vila do Conde e está livre.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.