A+ / A-

Papa solidário com vítimas de cheias na Índia

19 ago, 2018 - 12:15

Francisco apelou ainda apoio "concreto da comunidade internacional". As cheias na Índia já fizeram, pelo menos, 357 mortos.
A+ / A-
Papa solidário com vítimas de cheias na Índia
Papa solidário com vítimas de cheias na Índia

O Papa manifestou a sua solidariedade às vítimas das cheias no estado indiano de Kerala, que provocaram mais de 350 mortes e centenas de milhares de desalojados.

“Que não falte a estes irmãos a nossa solidariedade e o apoio concreto da comunidade internacional”, pediu, este domingo, desde a janela do apartamento pontifício, após a recitação da oração do ângelus.

Perante milhares de pessoas reunidas na Praça de São Pedro, Francisco recordou as populações “duramente atingidas” pelas chuvas dos últimos dias, que provocaram “elevadas perdas de vidas humanas, numerosos desaparecidos e desalojados”, além de elevados danos nas culturas e nas habitações.

O Papa manifestou ainda a sua proximidade à comunidade católica de Kerala, “na primeira linha” do apoio à população.

“Rezemos juntos por todos os que perderam a vida e pelas pessoas atingidas por esta grande calamidade”, concluiu, pedindo um momento de oração em silêncio aos peregrinos e visitantes reunidos no Vaticano.

Um novo balanço das autoridades indianas aponta para pelo menos 357 mortos na sequência das inundações e deslizamentos de terras que atingiram o sul da Índia.

Milhares foram mobilizados para resgatar aqueles que estão isolados pelas águas, no Estado de Kerala.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.