A+ / A-

Espanha. Sobe para 316 o número de feridos do colapso de passeio marítimo em Vigo

13 ago, 2018 - 06:35

Incidente ocorreu durante o festival O´Marisquiño. Secretário de Estado português reconhece que pode haver vítimas portuguesas.
A+ / A-
Vigo. Colapso de passeio marítimo faz mais de 300 feridos
Vigo. Colapso de passeio marítimo faz mais de 300 feridos

Um total de 316 feridos, dos quais cinco graves, é o resultado do colapso de uma parte do passeio marítimo de madeira e betão durante o festival O´Marisquiño que decorre em Vigo, na Galiza.

Foram vividos momentos de pânico, quando parte das vítimas caiu ao mar. Dois dos feridos graves são menores.

As vítimas apresentam fraturas e traumatismos crânio-encefálicos, tendo sido transportados para o hospital Álvaro Cunqueiro e em Povisa.

A estrutura de blocos de betão desabou quando começou um concerto, avança o site "Faro de Vigo".

Foram chamados mergulhadores para verificar se não havia pessoas dentro dos destroços na água.

Até ao momento não há confirmação de portugueses entre os feridos, embora o secretário de Estado das Comunidades, em declarações há à Renascença, diga ser “muito provável” que venha a haver, por ser perto de Portugal e ser um festival patrocinado por uma marca de cerveja nacional.

O perfeito da cidade de Vigo, Abel Caballeiro, adiantou que vão ser investigadas as causas do incidente, que ocorreu pouco antes da meia-noite (23h00 em Lisboa), quando dezenas de pessoas, muitas delas menores de idade, assistiam ao concerto do ‘rapper’ Rels B.

Várias equipas de emergência médica, equipas da polícia nacional e local, e bombeiros deslocaram-se para o local.

Há uma semana, a vereadora Elena Muñoz, do PP, alertou para as más condições do passeio marítimo.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Kristações verão
    13 ago, 2018 Lisboa 08:02
    A Kristas já chamou o Ministro? Ah, foi em Vigo.