O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-

"Aquarius" está novamente à procura de um porto para desembarcar migrantes

13 ago, 2018 - 00:59

Navio humanitário transporta 141 pessoas resgatadas do mar na sexta-feira, perto da costa líbia.
A+ / A-

O navio "Aquarius", que em junho esteve vários dias à deriva à espera de luz verde para atracar com centenas de migrantes a bordo, anda de novo à procura de um porto seguro que receba pessoas a tentar chegar à Europa.

Operado pela SOS Mediterraneee e pelos Médicos Sem Fronteiras, o "Aquarius" transporta 141 pessoas resgatadas do mar na sexta-feira, perto da costa líbia.

A tripulação já fez um pedido aos governos europeus para autorizarem o desembarque. Entre os migrantes a bordo, na sua maioria da Eritreia e Somália, estão 73 menores, 67 dos quais viajam sem acompanhante.

Esta é a primeira missão do "Aquarius" depois de, em junho, ter resgatado 630 migrantes que acabaram por desembarcar no porto espanhol de Valência.

Até ao momento, o governo espanhol diz não ter recebido oficialmente qualquer pedido por parte do "Aquarius" para novo desembarque.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.