A+ / A-

​Matheus Pereira não gostou de ir para a bancada. "Não dá para perceber"

12 ago, 2018 - 21:22

Treinador do Sporting já reagiu. José Peseiro diz que o extremo "tem muito potencial", mas "quando eles não cumprem, podem ficar de fora".
A+ / A-

Matheus Pereira não gostou de ficar de ficar de fora dos eleitos do Sporting para o jogo com o Moreirense e criticou publicamente, nas redes sociais, a opção do treinador José Peseiro.

O extremo leonino foi convocado por Peseiro para a primeira partida do campeonato, mas acabou por ficar na bancada.

Enquanto decorria o encontro publicou uma mensagem de descontentamento. “Tem coisas que não dá para perceber! Resta torcer da bancada”, escreveu Matheus Pereira.

O Sporting esteve a perder, mas acabou por ganhar, por 3-1, com um golo de Bruno Fernandes e um bis de Bas Dost.

Na conferência de imprensa de rescaldo, José Peseiro foi questionado pelos jornalistas sobre a declaração do extremo brasileiro.

"É bom que esteja chateado. Agora, expulsar das redes sociais já não concordo tanto”, declarou o treinador leonino.

Peseiro sublinha que quem não cumpre, está mais longe de jogar.

“Temos muitos jogadores controlados. A missão do treinador é ensiná-los a colocar o talento em campo, com compromisso e responsabilidade. Ser suplente é entrar bem, determinado, é entrar para ajudar. Quando eles não cumprem, podem ficar de fora. Ele e outro qualquer. Não estou a focar casos individuais”, frisou.

“O Matheus tem muito potencial. É uma aposta. O desafio é que seja titular no Sporting. Às vezes, somos chatos demais para eles, mas essa chatice representa o nosso trabalho. Tem de se entrar como o Jovane e o Raphinha hoje", rematou José Peseiro.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.