O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-

Miguel Oliveira (KTM) no meio da primeira linha no Red Bull Ring

11 ago, 2018 - 15:25

É a melhor posição do ano para Miguel Oliveira.
A+ / A-

A “correr em casa”, por a moto ser austríaca, o português Miguel Oliveira (KTM) assegurou o segundo tempo na qualificação para a corrida de Moto2, atrás do italiano Francesco Bagnaia (Kalex), o seu mais direto perseguidor no campeonato.

É a melhor posição do ano para Miguel Oliveira, que esteve a maior parte do tempo na segunda posição, depois de ter caído no treino livre matinal, por ter sido abalroado por um adversário, com Francesco Bagnaia a dominar a sessão, desde o início.

Miguel Oliveira não escondeu a satisfação "por a queda matinal não ter tido consequências e depois foi aproveitar a pista limpa para fazer uma boa volta, para amanhã lutar pela vitória".

Colocado no meio da primeira linha da grelha, Miguel Oliveira está “entalado” por dois “motard” transalpinos, já que Fabio Quartararo (Speed Up) completa a primeira linha.

Recorde-se que Miguel Oliveira, que comanda, pela primeira vez, o “Mundial” de Moto2, entra no traçado austríaco com dois pontos de vantagem sobre Francesco Bagnaia.

A sessão seria interrompida, sensivelmente a meio, em consequência da queda do italiano Luca Marini (Kalex), com os destroços da mota a ficarem no asfalto, o que obrigou à exibição da bandeira vermelha, para os comissários terem condições de segurança para a limparem, enquanto o espanhol Xavi Vierge (Kalex) teve menos sorte, já que queda que sofreu implicou a fractura do pulso direito e como consequência estará ausente da corrida austríaca.

Dois milésimos de segundo (0,002”) separaram o espanhol Marc Marquez (Honda) e o italiano Andrea Dovizioso (Ducati) que garantiram as duas primeiras posições da grelha de partida para a corrida de MotoGP, que terá lugar, amanhã, no traçado austríaco do Red Bull Ring.

Foi intenso o duelo entre os dois homens da frente, numa repetição do que sucedera na qualificação de Moto3, em que um italiano e um espanhol discutiram a “pole position”, mas nesse caso com vantagem para o “motard” transalpino.

Outro espanhol, Jorge Lorenzo (Ducati), completa a primeira linha da grelha.

Com o asfalto a secar, coube aos pilotos de Moto3 efetuarem a qualificação, com as primeiras posições a serem decididas, com o italiano Marco Bezzecchi e o espanhol Jorge Martin, os dois primeiros do campeonato, a alternarem no topo da tabela de tempos, acabando o italiano por assegurar a primeira “pole” da carreira.

Bom regresso do espanhol que esteve ausente, a semana passada, em Brno, em consequência de uma queda que o levou ao hospital, o que lhe custou o comando do “Mundial”, mas que parece estar disposto a recuperar, com o duo hispano-italiano a ser o único a rodar no segundo “39”.

O espanhol Albert Arenas (KTM) completa a primeira linha da grelha, mas ficou a mais de meio segundo do tempo do detentor da “pole”.

Grelhas de partida

Moto2

1.ª linha – Francesco Bagnaia (Kalex), 1’29,409”; Miguel Oliveira (KTM), 1’29,719”; Fabio Quartararo (Speed Up), 1’29,930”;

2.ª linha – Jorge Navarro (Kalex), 1’29,791”; Alex Marquez (Kalex), 1’30,058; Mattia Pasini (Kalex), 1’30,069”;

3.ª linha – Marcel Schrotter (Kalex), 1’30,095”; Brad Binder (KTM), 1’30,125; Lorenzo Baldassarri (Kalex), 1’30,135”.

Alinham mais 24 pilotos

MotoGP

1.ª linha – Marc Marquez (Honda), 1’23,241”; Andrea Dovizioso (Ducati) 1’23,243”; Jorge Lorenzo (Ducati), 1’23,376”;

2.ª linha – Danilo Petrucci (Ducati), 1’23,503”; Cal Cruthlow (Honda), 1’32,812”; Johann Zarco (Yamaha), 1’23,887”;

3.ª linha – Tito Rabat (Ducati), 1’23,922”; Andrea Iannone (Suzuki), 1’24,091”; Dani Pedrosa (Honda), 1’24,124”.

Alinham mais 14 pilotos

Moto3

1.ª linha – Marco Bezzecchi (KTM), 1’38,617”; Jorge Martin (Honda), 1’38,695”; Albert Arenas (KTM), 1’39,255”;

2.ª linha – Aron Canet (Honda), 1’39,500”; Tony Arbolino (Honda), 1’39,548”; Gabriel Rodrigo (KTM); 1’39,876”;

3.ª linha – Marcos Ramirez (KTM), 1’39,901”; Phillipp Oetel (KTM); 1’40,022”, Enea Bastianini (Honda), 1’40,125”.

Alinham mais 20 pilotos

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.