O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-
Vitória de Guimarães

Luís Castro: "Vitória justa do Benfica, mas colocámos o resultado em causa várias vezes"

10 ago, 2018 - 22:40

O Vitória de Guimarães perdeu por 3-2 no Estádio da Luz no primeiro jogo do campeonato. A equipa de Luís Castro esteve a perder por 3-0, e dois golos rápidos colocaram um ponto de interrogação no resultado final.
A+ / A-

Luís Castro, treinador do Vitória de Guimarães, admitiu os erros do primeiro tempo, mas elogiou a boa exibição do Vitória.

"O jogo teve vários jogos dentro do próprio jogo. Tivemos a primeira oportunidade de golo, mas o Benfica faz o 1-0. Depois podiamos fazer o golo numa bola que vai ao poste. O 3-0 surge porque não estivemos focados no jogo. O resultado atirou-nos para o fundo", começou por dizer o treinador português, em delcarações à BTV.

"A segunda parte foi completamente diferente, e conseguimos dois golos, que nos deram esperança. Aumentámos os remates e a posse de bola. Não está em causa a vitória do Benfica, mas pusemos em causa o resultado em vários momentos do jogo", adicionou.

O técnico dos vimaranenses falou ainda sobre as alterações feitas ao intervalo: "Mudámos para um duplo pivot para corrigir os espaços do Benfica. Colocámos o Davidson para lançarmos o ataque mais rápido. E os golos surgiram de uma forma positiva, no nosso estilo de jogo. Os zero pontos não nos satisfazem, mas deixámos alguma marca do que o Vitória pode ser no futuro".

O Vitória de Guimarães perdeu por 3-2 no Estádio da Luz no primeiro jogo do campeonato. A equipa de Luís Castro esteve a perder por 3-0, e dois golos rápidos colocaram um ponto de interrogação no resultado final.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.