A+ / A-

Avô de 70 anos tem 11 telemóveis na bicicleta para jogar Pokémon Go

10 ago, 2018 - 19:30

O "Tio Pokémon" gasta cerca de 1200 euros por mês entre baterias, telemóveis e aplicações.
A+ / A-

Chen San-Yuan quer “apanhá-los todos” e arranjou o sistema ideal para o conseguir. Conhecido como “Tio Pokémon”, o homem de 70 anos, natural de Taiwan, montou um sistema com onze telemóveis agarrados à bicicleta, que lhe permite jogar Pokémon Go durante 20 horas seguidas. E planeia juntar-lhes mais quatro aparelhos.

Chen gasta cerca de 1200 euros por mês entre baterias, telemóveis e aplicações.

Numa entrevista ao canal taiwanês EXP.GG, quando tinha apenas nove telemóveis na bicicleta, Chen dizia que o jogo o tem ajudado “conectar com outras pessoas”.

O homem admite que, por vezes, fica a jogar até às 4 da manhã para conseguir apanhar todos os “pokémon”.

Chen descobriu o Pokémon Go em 2016, logo que o jogo saiu. O neto o ensinou-o a jogar e rapidamente se viu viciado. Hoje, dedica todo o seu tempo a jogar.

Como este avô, milhões de outras pessoas ficaram "agarradas" ao jogo, quando este saiu, em julho de 2016.

Em poucos dias, o jogo atraiu 30 milhões de jogadores em todo o mundo e fez a Nintendo ultrapassar a Sony na cotação bolsista.

O Pokémon Go utiliza o sistema de localização dos "smartphones" para que os utilizadores se desloquem fisicamente com o objectivo de capturar as criaturas. O jogador visualiza no telemóvel o que está à sua volta e a aplicação coloca os Pokémons em alguns dos lugares da vida real.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.