A+ / A-

​Taxistas adiam manifestação para regresso dos deputados ao trabalho

10 ago, 2018 - 13:48

Protesto junto à Assembleia da República foi adiado para 19 de setembro.
A+ / A-

A manifestação de taxistas convocada para 11 de setembro foi adiada para dia 19 do mesmo mês para coincidir com a data de regresso ao trabalho dos deputados à Assembleia da República, informaram hoje as associações do setor.

De acordo com um comunicado hoje divulgado, a manifestação nacional terá lugar "junto ao Parlamento" e haverá também concentrações distritais no Porto, em Braga e em Faro.

No início de agosto, as associações de taxistas convocaram a manifestação por tempo indeterminado, em Lisboa, contra a promulgação pelo Presidente da República do diploma que regula as plataformas eletrónicas de transporte como a Uber e a Cabify.

A decisão de convocar a manifestação nacional foi tomada durante uma reunião entre o presidente da Associação Nacional dos Transportes Rodoviários em Automóveis Ligeiros (ANTRAL), Florêncio Almeida, e o presidente da Federação Portuguesa do Táxi (FPT), Carlos Ramos, que decorreu no dia 2 de agosto, em Lisboa.

Na convocatória da manifestação, as associações de taxistas exigiam que o Presidente da República suscitasse a fiscalização preventiva do diploma.

Não foi ainda anunciado o local de início da concentração, que vai terminar na Assembleia da República, e os locais e horários das concentrações no Porto, Braga e Faro.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Fernando Machado
    10 ago, 2018 Porto 17:28
    Esperam que regressem ao trabalho ? Nunca trabalharam. Portanto esperem sentados...ao volante.