A+ / A-

Bandas sonoras de Hans Zimmer ao vivo em Lisboa em 2019

10 ago, 2018 - 13:46

"O Rei Leão", "Gladiador", "Piratas das Caraíbas" e "Batman" são algumas das bandas sonoras que a orquestra do compositor premiado irá tocar.
A+ / A-

A orquestra do compositor Hans Zimmer, conhecido pelo seu trabalho em bandas sonoras do cinema contemporâneo, vai atuar em Lisboa, no Altice Arena, no dia 3 de abril do próximo ano, anunciou hoje a promotora Everything is New.

O espetáculo "The World of Hans Zimmer -- a Symphonic Celebration", que traz também a Portugal a compositora e cantora australiana Lisa Gerrard, que acompanha regularmente a obra de Zimmer, junta algumas das mais conhecidas bandas sonoras do cinema da atualidade, embora não conte com a presença do compositor, segundo o 'site' do espetáculo.

"O Rei Leão", o "Gladiador", "Piratas das Caraíbas", "Código Da Vinci", "Batman" e, mais recentemente, "Dunkirk", são alguns dos trabalhos musicais, cujo "drama e profundidade sonora" justificaram a atribuição de Óscares, Grammys e Globos de Ouro ao artista, sendo por isso "reconhecido como um dos melhores de sempre na categoria que representa".

A encenação do espetáculo espera-se surpreendente - segundo a promotora -, na medida em que, a acompanhar a produção de luz, som e vídeo "fora de série", serão projetadas as cenas mais emocionantes de filmes que marcaram para sempre a história do cinema.

Lisa Gerrard, dos Dead Can Dance, uma voz frequentemente presente nos trabalhos musicais de Zimmer, é a convidada especial deste espetáculo, cujos bilhetes estarão à venda a partir do dia 11 de agosto.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.