O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-

Dominado fogo no Algarve. Foi o maior do ano

10 ago, 2018 - 08:19

Segundo os dados mais recentes disponibilizados pelo Sistema Europeu de Informação de Incêndios Florestais, as chamas destruíram cerca de 27.000 hectares.
A+ / A-

O incêndio que lavra há uma semana em Monchique (Algarve) foi dado como dominado, segundo a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC).

No terreno ainda estão 1.356 operacionais, apoiados por 438 veículos e dois meios aéreos.

Este incêndio, segundo os dados mais recentes disponibilizados pelo Sistema Europeu de Informação de Incêndios Florestais (EFFIS), já destruiu cerca de 27.000 hectares, tornando-o no maior este ano em Portugal.

O maior fogo, em termos de área ardida, que este ano se tinha verificado em Portugal era o que deflagrou em fevereiro na Guarda, onde arderam 86 hectares.

Segundo os dados do EFFIS, as chamas em Monchique já destruíram 26.957 hectares, mais de metade dos 41 mil que arderam na mesma região em 2003, nos concelhos de Monchique, Portimão, Aljezur e Lagos.

A Proteção Civil revelou o perímetro do incêndio de Monchique ultrapassou os 100 quilómetros.

As chamas desde incêndio, que deflagrou na localidade de Perna Negra, já provocaram 39 feridos, um deles em estado grave, obrigaram a evacuar diversos aglomerados populacionais e uma unidade hoteleira.

No ano passado, as chamas destruíram mais de 440 mil hectares, o pior ano de sempre em Portugal, segundo dados do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Maria Manuela Nunes das Neves
    10 ago, 2018 11:19
    Com tantos bombeiros e tantos meios aéreos, o que falhou? Mais uma vez a coordenação.