A+ / A-
Benfica

Peixoto vê Castillo como "uma baixa" frente ao Vitória de Guimarães

09 ago, 2018 - 11:57 • Rui Viegas

Chileno foi castigado no México e terá de cumprir suspensão em Portugal, sexta-feira, no início do campeonato. Jonas e Ramires surgem na conversa com o antigo defesa benfiquista.
A+ / A-

Segundo César Peixoto, Castillo é verdadeiramente "uma baixa" para Rui Vitória, sexta-feira no arranque do campeonato, frente ao Vitória de Guimarães.

O avançado chileno está suspenso para a primeira jornada da Liga e não é opção para o treinador do Benfica. Castillo foi expulso no México, no último jogo pelo Pumas, frente ao América e a sanção transita para a Liga portuguesa.

"Castillo é uma baixa. Sem Jonas e apenas com Ferreyra e Seferovic, é um jogador de luta que permitiria ao Rui Vitória mudar inclusive o sistema táctico", começa por referir, em Bola Branca, o antigo esquerdino dos encarnados.

Deste modo, Vitória só pode contar com o argentino e o suíço para a receção aos vimaranenses. O primeiro ainda não convence e o segundo quase nunca foi opção ao longo da pré-temporada. Isto em face à ausência de Jonas e do processo complicado, ao nível da lesão e renovação, do atacante brasileiro.

Peixoto entende o impasse em redor do melhor marcador do derradeiro campoenato, mas também alerta que Jonas pode vir a ser um "fantasma" no ataque das águias em 2018/19.

"O Benfica tenta apelar à sensibilidade e aos tempos felizes de Jonas no Benfica. Gratidão contra o dinheiro? É um bocado de tudo. O Jonas deu muito, mas o Benfica tem uma gestão para fazer. Fantasma? Sim, acho que sim, vai sempre estabelecer-se um termo de comparação pois o Jonas tem sido o expoente máximo daquela posição até ao momento em que algum jogador consiga afirmar-se definitivamente".

"É normal o Ferreyra ainda não estar inserido nos movimentos da equipa, e até dos próprios colegas, mas, havendo qualidade, parece-me realmente pouco", atira o antigo jogador de 38 anos, que partilhou o balneário da Luz com Ramires. O brasileiro, que tem vindo a ser apontado a um regresso, encaixaria no atual benfica, defende César Peixoto.

"Ramires libertaria Pizzi das tarefas defensivas e, sendo um jogador agressivo, daria intensidade ao meio campo. Seria um jogador importantíssimo", conclui.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.