A+ / A-

Mais de 600 bombeiros combatem fogo em Monchique

04 ago, 2018 - 00:44

Presidente da Câmara de Monchique vai pedir a ativação do plano municipal de emergência. Duas localidades foram evacuadas.
A+ / A-

Os meios foram reforçados e mais de 600 bombeiros estão envolvidos no combate ao grande incêndio que lavra em Monchique, no distrito de Faro.

Pelas 00h30 deste sábado, estavam 611 operacionais no terreno, com o apoio de 177 viaturas, indica o site da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC).

O presidente da Câmara de Monchique, Rui André, diz que vai pedir a ativação do plano municipal de emergência.

De acordo com o autarca, o plano passa por dominar as chamas durante a noite, para depois, pela manhã, os meios aéreos consolidarem.

O incêndio, que deflagrou pelas 13h30 desta sexta-feira, tem duas frentes ativas. Uma progride em direção ao concelho de Odemira e outra, a mais preocupante, dirige-se para Monchique.

Nove bombeiros tiveram que receber assistência, "mas são feridos leves", situações relacionadas com o "esforço despendido no combate ao fogo com as elevadas temperaturas", disse o comandante Abel Gomes, da Proteção Civil de Faro, numa conferência de imprensa ao início da noite.

As condições no terreno são muito difíceis. No teatro de operações deste fogo de Monchique foram registadas temperaturas de 47 graus e humidade relativa na ordem dos 14%.

Duas localidades – Taipas e Foz do Carvalhoso tiveram que ser evacuadas, como medida de precaução. Cerca de duas dezenas de pessoas foram retiradas das suas casas e estão bem.


legislativas 2019 promosite
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.