O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-
Seleção Nacional

Marcelo atribui Ordem de Mérito aos campeões da Europa de Sub-19

31 jul, 2018 - 13:08

Presidente da República recebeu Seleção Nacional de Sub-19, dois anos depois de ter recebido os campeões da Europa de Sub-17, cuja equipa é praticamente a mesma que triunfou no último domingo.
A+ / A-
Marcelo dançou com seleção sub-19 e prometeu condecorações “depois das férias do verão”
Marcelo dançou com seleção sub-19 e prometeu condecorações “depois das férias do verão”

O presidente da República anunciou, esta terça-feira, que irá atribuir a Ordem de Mérito à Seleção Nacional de Sub-19, que no último domingo conquistou o título europeu da categoria, na Finlândia.

Na reta final da receção dos Sub-19, no Palácio de Belém, Marcelo Rebelo de Sousa anunciou a condecoração mas lamentou o "timing" apertado, que impede que jogadores e equipa técnica recebessem as medalhas já hoje.

"Decidi condecorá-los com a Ordem de Mérito. Receberão as condecorações mas não houve tempo para preparar todas as condecorações", disse o Chefe de Estado.

O "exemplo" do presente e do futuro que fez palpitar o coração do PR

Classificando este momento de "simbólico", Marcelo recordou que grande parte da Seleção de Sub-19 já havia sido por si recebida há dois anos, aquando da conquista do campeonato da Europa de Sub-17.

Na altura, como agora, o exemplo é assinalável.

"O vosso exemplo é um exemplo para todos os portugueses, sobretudo para os mais jovens. É um exemplo de espírito de equipa. Ganharam com esse espírito de equipa. Depois, com uma liderança que tem um nome: Hélio Sousa. E abrange uma equipa mais vasta e integra-se numa liderança mais forte, a da Federação Portuguesa de Futebol que nos tem dado vitórias atrás de vitórias nestes últimos mandatos. Houve formação, houve trabalho, foram progredindo, foram avançando. São hoje muito melhores do que eram há dois anos e daqui a dois anos serão ainda melhores", referiu o PR, elogiando o caráter resiliente dos jovens lusos, perante as adversidades do Europeu da Finlândia.

"Na vida, nada como perder três vezes e ganhar à quarta. É uma questão de persistência. Ganhei e perdi muitas vezes e só pude ganhar depois de ter perdido muitas vezes", sublinhou, não deixando de assinalar, para risos dos Sub-19, a forma como a equipa o fez "sofrer imenso" durante a renhida final vencida diante da Itália (4-3 após prolongamento).

"Aos 70', tínhamos a taça na mão e começávamos a abrir as garrafas de espumante e a preparar as felicitações. E depois, de repente, entra do banco alguém que vem estragar os planos durante uns minutos. No 2-2 é que se viu a fibra dos campeões. Os não-campeões podiam baquear. Quem está a subir, está a subir. E quem esteve perto da vitória e pareceu perdê-la por uns instantes, poderia ter caído. E vocês não caíram. Foi difícil mas concretizou-se", elogiou.

"Estamos à altura daquilo que somos. Somos os melhores dos melhores. É uma obra vossa mas da FPF, que é preparar, hoje, o futuro. O futuro não se faz só do que já são consagrados. Todos temos futuro mas têm mais futuro aqueles que por força da idade, têm à sua frente mais anos para progredir e vencer", completou.

No final da receção, Marcelo Rebelo de Sousa tirou a tradicional foto de grupo com a Seleção Nacional de Sub-19, ficando ao lado do capitão Diogo Queirós e erguendo a taça na companhia do defesa-central do FC Porto.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.