O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-
Ciclismo

Quintana vence etapa de montanha mais curta do Tour

25 jul, 2018 - 16:11

Cinco anos depois, o colombiano venceu uma etapa em França. Fê-lo na mais curta, com três subidas vertiginosas. Thomas mantém a camisola amarela, Froome "cai" com estrondo.
A+ / A-

Nairo Quintana venceu, esta quarta-feira, a 17.ª etapa da Volta a França. Cinco anos depois, o colombiano voltou às vitórias no Tour e fê-lo na chegada a Saint-Lary-Soulan, na etapa de montanha mais curta do Tour.

Os 65 quilómetros esta "etapazinha" incluem dois prémios de montanha de primeira categoria e um de categoria especial. Quintana fugiu cedo, com outros ciclistas, deixou-os para trás e conseguiu chegar à meta com 28 segundos de vantagem sobre o mais direto perseguidor, o irlandês Daniel Martin (UAE Team Emirates). Geraint Thomas (Sky) fechou o pódio, a 47 segundos, o que lhe permite consolidar a liderança da geral.

A dar mais cor à camisola amarela de Thomas ajudou o colega de equipa Chris Froome. O também britânico "estourou" e foi apenas oitavo na tirada, a 1m35s do vencedor. Com isso, perdeu o segundo lugar da geral para o holandês Tom Dumoulin (Sunweb), que foi quinto na etapa. Dumoulin está, agora, a 1m59s de Thomas. Froome está a 2m31s e quase fora da corrida à vitória final. O tetra parece ser, agora, mera miragem.

A etapa 18 realiza-se na quinta-feira. A tirada de 171 quilómetros liga Trie-sur-Baise a Pau e é relativamente amena para a caravana: há apenas dois prémios de montanha, ambos de quarta categoria.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.