A+ / A-

Cuba elimina comunismo da Constituição

21 jul, 2018 - 19:35

A discussão das alterações do novo texto também prevêm "o direito à propriedade privada".
A+ / A-

A Assembleia Nacional do Poder Popular (Parlamento) de Cuba começou este sábado a debater o texto da nova Constituição do país, que elimina a palavra “comunismo” e inclui o direito à propriedade privada.

O anteprojeto constitucional, submetido ao debate pelos mais de 600 deputados, apenas menciona o “socialismo” como política de Estado, segundo a imprensa cubana oficial. O texto vigente de 1976 consagra no artigo cinco o “avanço para a sociedade comunista”.

“Isto não quer dizer que renunciamos às nossas ideias, apenas que na nossa visão pensamos num país socialista, soberano, independente, próspero e sustentável”, disse esta semana o presidente da Assembleia Nacional, Esteban Lazo, durante as sessões preliminares nas quais os deputados debateram a proposta de reforma constitucional.

Para defender a supressão do comunismo na Constituição Lazo também argumentou que a situação atual de Cuba e o contexto internacional são muito diferentes em comparação com 1976, de acordo com o diário estatal Granma.

Por outro lado, o artigo 21 do novo texto submetido a debate reconhece “outras formas de propriedade, como a cooperativa, a propriedade mista e a propriedade privada”, e admite o investimento estrangeiro como “uma necessidade e um elemento importante de desenvolvimento”.

A sessão plenária só termina na segunda-feira.


legislativas 2019 promosite
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Fernando
    23 jul, 2018 Fernão 22:51
    Mais uma notícia cheia de nada como vai sendo hábito na RR. É eliminada a palavra "comunismo" que é substituída pela palavra "comunista"! Sim senhor isso é que é uma grande "perestroika"!
  • Pobres
    22 jul, 2018 lisboa 12:25
    A economia planificada ,soviética,maoista,etc há mto que foi abandonada esta atitude vem por tardia.Cuba é o espelho da miséria e indesenvolvimeto do marxismo.Duro golpe para PCP e BE e um exemplo a seguir pela Venezuela.