A+ / A-

Francisco J. Marques constituído arguido no "caso dos e-mails". Benfica reage

19 jul, 2018 - 12:28

Sobre o diretor de comunicação do FC Porto recaem suspeitas do crime de violação de correspondência privada. Benfica acusa-o de ser o "porta-voz do crime organizado".
A+ / A-

O diretor de comunicação do FC Porto, Francisco J. Marques, foi constituído como arguido pela Unidade Nacional de Combate ao Cibercrime e à Criminalidade Tecnológica da Polícia Judiciária (PJ), no "caso dos e-mails", por suspeitas do crime de violação de correspondência privada, avança o jornal "Record".

"É verdade que sou arguido por esse processo, mas não estou nada preocupado. Não roubei, nem violei nada. Limitei-me a receber os emails e divulguei aqueles que considerei serem de interesse público", explicou o "homem forte" da comunicação portista, ao mesmo jornal. Francisco J. Marques é arguido por ter divulgado o conteúdo de alegada correspondência eletrónica do Benfica sem consentimento.

O dirigente azul e branco foi ouvido pela PJ a 26 de março, já na condição de arguido, diz aquela publicação, e revelou que recebeu os primeiros e-mails em abril de 2017, através de um e-mail do domínio slbenfica.pt. Marques afirmou ter visualizado "vários programas televisivos" e não ter tido dúvidas de que era "um documento autêntico" do clube da Luz.

Francisco J. Marques frisou que "apenas divulgou uma ínfima parte" das mensagens " e "as que entendeu conterem factos que consubstanciaram a prática de crimes e ou irregularidades". Outras mensagens, "por conterem conteúdos de cariz íntimos", resolveu não divulgar.

Benfica reage e fala em "crime organizado"

Através da conta de Twitter para a imprensa, o Benfica reagiu ao facto de Francisco J. Marques ter sido constituído arguido no "caso dos e-mails" e acusou-o de ser um "falso paladino da transparência".

"Como um vulgar vigarista o falso paladino da transparência andava há 4 meses a esconder que estava constituído arguido no processo dos e-mails. Depois das decisões do Tribunal Administrativo do Porto e da ERC aperta-se o cerco ao porta-voz dos e-mails roubados e do crime organizado", lê-se no Twitter.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Ricardo Souto
    19 jul, 2018 Porto 18:33
    O Francisco é arguido por denunciar e pôr a nu a corrupção do clube do regime denominado benfica. Muito obrigado aos Franciscos J. Marques e aos Julians Assanges deste mundo, haja alguém com tomates.
  • Juíz Vermelho
    19 jul, 2018 Catedral da Luz 13:49
    O Garrote começou a apertar, mas ainda não viste nem metade, oh Xico... O Carnaval está a acabar e vais começar a pagar as continhas... Espero é que tenhas com que pagar...