A+ / A-
Wimbledon

Bonito serviço. "Maratona" Anderson-Isner força interrupção do Nadal-Djokovic

13 jul, 2018 - 23:22

Eram praticamente 23h00 quando os tenistas ainda jogavam no "court" central do All England Club. Partida retomada ao final da manhã de sábado.
A+ / A-

A final do quadro de "singles" masculinos do torneio de Wimbledon só ficará decidida na manhã de sábado, devido à interrupção forçada meia-final entre Rafael Nadal e Novak Djokovic.

Perto das 23h00, o número um mundial e o sérvio ainda se degladiavam no "court" central.

A hora, inusitada, deveu-se ao prolongamento inesperado da outra meia-final, na qual o sul-africano Kevin Anderson afastou o norte-americano John Isner mas somente após uma interminável "maratona" de mais de seis horas de jogo.

O duelo de titãs Nadal-Djokovic começou tarde e a más horas, levando a organização do "Grand Slam" do All England Club a suspender o desafio e a reagendar a sua conclusão para as 11h30 da manhã de sábado.

No momento da interrupção, Djokovic estava na frente, com os parciais de 6-4, 3-6 e 7-6 (9).

Conclusão: com a final agendada para a tarde de domingo, Nadal ou Djokovic entrarão em cena frente a Anderson com possíveis diferenças de andamento físico, pelo menor intervalo de descanso.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.