O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-
Sporting

Fredy relativiza rescisões. "O mais importante é pensar naqueles que ficam"

12 jul, 2018 - 21:33

Avançado colombiano marcou na derrota com o Neuchatel Xamax, partida na qual envergou a braçadeira de capitão.
A+ / A-

Fredy Montero foi confrontado, esta quinta-feira, após a derrota do Sporting com o Neuchatel Xamax (2-1), com a "debandada" de vários jogadores do plantel, que rescindiram unilateralmente o contrato na sequência dos ataques à Academia de Alcochete, a 15 de maio.

O avançado colombiano, escalado como capitão por José Peseiro para o primeiro teste da pré-época, relativizou a situação.

"Todas as épocas há jogadores que entram e outros que saem. O mais importante é pensar naqueles que ficam. Temos no plantel jovens com potencial e que vão dar que falar. É mais importante pensar nos que estão aqui do que naqueles que saíram", salientou, sendo questionado especificamente sobre o caso de Bas Dost.

O maior goleador das duas últimas épocas dos leões foi um dos nove que rescindiu. Entretanto, Bruno Fernandes recuou e assinou novo contrato.

"É um grande companheiro e um grande jogador. Qualquer equipa gostaria de o ter, mas não sei...", limitou-se a comentar.

Montero, que foi o autor do único golo da equipa portuguesa frente aos suíços, considera que há ainda que emendar alguns aspetos menos bons.

"Há que fazer os movimentos que temos treinado na defesa e no ataque, corrigir os erros e potenciar as virtudes. Nesta fase o trabalho físico é o mais importante, temos de acumular quilómetros e assimilar as ideias do treinador o mais rápido possível. Temos jogadores com muita qualidade, que podem jogar no sistema que o treinador pretende", salientou.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.