A+ / A-

Dani Pedrosa reforma-se do Moto GP

12 jul, 2018 - 15:43

De saída da Honda, o piloto espanhol tinha propostas para continuar, mas diz que tem outras prioridades na vida.
A+ / A-

Dani Pedrosa anunciou, esta quinta-feira, que se vai retirar do Moto GP, o campeonato do mundo de motociclismo, no final desta temporada. O piloto espanhol está em fim de contrato com a Honda, esteve em negociações com algumas equipas, nomeadamente com a SIC Racing Team, satélite da Yamaha, mas optou por pousar o capacete.

"É uma decisão muito difícil, porque eu amo este desporto. No entanto, apesar de ter boas oportunidades para continuar a correr, sinto que já não vivo as corridas com a intensidade de antes. Tenho outras prioridades na minha vida", sublinha o piloto de 33 anos.

Pedrosa foi campeão do mundo de 125cc, em 2003, e bicampeão do mundo de 250cc, em 2004 e 2005. Desde 2006 que corre com as corres oficiais da Honda, na categoria rainha. Tem 31 vitórias em corridas de MotoGP e 112 pódios. Foi vice-campeão mundial em 2007, 2010 e 2012. Foi terceiro em 2008, 2009 e 2013. Ficou na quarta posição em 2011, 2013, 2014, 2015 e 2017.

Este ano as suas prestações têm estado bem abaixo das expetativas. Está em 12º no Mundial e o melhor que conseguiu foi terminar na quinta posição, em França e em Itália.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.